8
fev
O que você precisa saber sobre a nova série Siren

O dia 29 de março será marcado pela estreia de Siren, novo seriado do canal norte-americano Freeform. A divulgação segue a todo vapor: um tanque com uma sereia foi exposto em Nova Iorque em setembro, e na página oficial do Facebook já até nomearam a data de estreia como o Dia Internacional das Sereias.

sirenseries03

Logo quando a série foi revelada, no ano passado, nós contamos um pouco sobre ela nesse post aqui, agora trazemos mais curiosidades sobre a produção!

  • O roteiro e o romance obscuro entre os protagonistas

Bristol Cove é colocada de cabeça pra baixo quando uma misteriosa garota, Ryn (Eline Powell), começa a causar estragos na pequena cidade de pescadores. A atriz intérprete da personagem, Eline, explica que ela é motivada pelas atitudes dos seres humanos que invadem e poluem o meio ambiente no qual que ela vive, matando diversas espécies. Então, uma dupla de biólogos marinhos, entre eles Ben (Alex Roe), trabalha para descobrir se há mais pessoas como Ryn por aí. A relação que Ben e Ryn começam a construir é um típico caso de “os opostos se atraem” e ele deseja ajuda-la, mas talvez ela não seja tão boa influência.

sirenseries05

  • Não tem nada a ver com A Pequena Sereia e há muito suspense

Alex Roe, ator que dará vida ao biólogo Ben, explica que as sereias podem ser capazes de coisas monstruosas em Bristol Cove. Ele garante que veremos um lado diferente dessas criaturas, mais pela visão de que são predadoras lutando pela sua sobrevivência no oceano. Mas isso também não significa que Ryn seja menos adorável que a princesa da Disney.

  • Eline Powell se tornou mergulhadora profissional e desenvolveu uma incrível apneia

A atriz afirmou ao programa norte-americano ET que treina diariamente para as cenas subaquáticas, e que atualmente consegue prender a respiração por mais de 3 minutos. E os treinos não acabarão com o início da série, já que ela pretende melhorar cada vez mais a sua marca e performance.

Eline Powell em painel de divulgação de Siren no NY Comic Con

Eline Powell em painel de divulgação de Siren no NY Comic Con

  • A mágica por trás da maquiagem de sereia é feita na pós-produção, exceto no primeiro episódio

Quando o piloto (termo que se dá ao primeiro episódio de todos os seriados) foi gravado, Eline teve que ficar sentada durante horas para ser maquiada com escamas e brânquias. A equipe de produção percebeu que em vídeo o efeito não ficava como o esperado, especialmente embaixo d’água, então decidiram que colocariam esses detalhes na edição. Eline comemorou, já que nas outras gravações seu trabalho foi muito mais facilitado. Ela realmente faz as cenas nadando usando um maiô, e só depois os efeitos especiais são inseridos em seu corpo.

  • Ryn não é a única sereia

Os habitantes de Bristol Cove terão de enfrentar, também, a fúria de Katrina (Aylya Marzolf), uma líder alfa da colônia das sereias, e Levi (Sedale Threatt Jr.), um tritão guerreiro com presença imponente.

sirenseries_elenco2

  • Importantes questões ambientais

O escritor da série, Ben Ward, garante que o arco da história principal muitas vezes irá tocar em temas como ambientalismo, revelando que a razão pela qual os humanos estão se deparando agora com sereias é devido aos efeitos devastadores da poluição e da alteração de clima nos oceanos.

Alex Roe e Fola Evans-Akingbola como a dupla de biólogos Ben e Maddie

Alex Roe e Fola Evans-Akingbola como a dupla de biólogos Ben e Maddie

Agora vem a notícia ruim: não há previsão da série ser colocada no catálogo da Netflix, então para os brasileiros assistirem, terá que ser pela internet. A premiere terá duas horas de duração, então já anotem na agenda e reservem o dia 29 de março!





Camila Gomes





20
abr
Canal norte-americano Freeform lançará seriado sobre sereias em 2018

Siren é o título do novo seriado do canal norte-americano Freeform e tem estreia prevista para o verão de 2018 no hemisfério norte, ou seja, entre junho e setembro.

sirenseries

A notícia do seu lançamento é fresquíssima: a página oficial no Facebook, juntamente com o trailer, foram criados/divulgados ontem. Na trama, uma cidade litorânea chamada Bristol Cove é conhecida por uma lenda que diz que o local já havia sido o lar de muitas sereias. O surgimento de uma garota misteriosa começa a provar a todos os cidadãos que a lenda é real, então uma batalha entre homens e o mar toma um rumo vicioso onde esses seres místicos voltam a exigir seus direitos sobre o oceano.

A série traz Alex Roe como Ben, um biólogo marinho que se encontra fascinado por uma garota misteriosa recém-chegada a cidade, Ryn, interpretada por Eline Powell, que guarda um segredo sombrio. A atriz Fola Evans-Akingbola faz o papel de Maddie, colega de profissão de Ben que mantém uma grande desconfiança de Ryn. O elenco também conta com Ian Verdun como Xander, um pescador determinado a saber a verdade sobre a lenda; e Rena Owen como Helen, uma mulher conhecida na cidade por ser excêntrica e que parece saber muito mais sobre sereias do que ela mesma diz.

sirenseries_elenco

sirenseries01

A narrativa é assinada por Eric Wald e Dean White, também produtores executivos da série. O canal Freeform já encomendou 10 episódios (que terão uma hora de duração cada) então vamos torcer para que seja sucesso e venham muito mais!





Camila Gomes





13
fev
Detalhes sobre a filha de Úrsula em Descendentes 2

Na semana passada saiu um novo teaser do filme Descendentes 2, que trará a filha da vilã Úrsula, aquela que nos ensinou a importância da linguagem corporal.

Como já mencionamos aqui, a personagem irá se chamar Uma e vai ser interpretada por China Anne McClain.

China é atriz, cantora, compositora e tem um grupo com suas outras duas irmãs, chamado McClain Sisters. A carreira de China na Disney começou com ela fazendo uma participação em Hannah Montana, interpretando a personagem Isabel. Depois ela ganhou mais destaque como Tina, em Feiticeiros de Warverly Place, onde interpretou um anjo no episódio Feiticeiros vs. Anjos e, em seguida, foi escalada em A.N.T. Farm, programa de talentos. Para quem não conhece o poder musical de China, em um único episódio ela interpretou Ella Fitztergarld, Aretha Franklin e Janet Jackson. Que responsabilidade, hein?

chinaannemcclain01

Quando saiu o nome de China para interpretar Uma, algumas controvérsias foram geradas entre os fãs, pois China é a dubladora de Freddie, filha do Dr. Facilier em “Descendentes – Um Mundo de Vilões”, a websérie animada da franquia.

descendentesdisneywebserie

China, no entanto, vem se mostrando super empolgada e ansiosa. Parece que ela já aderiu o titulo de herdeira das águas na Ilha dos Perdidos (apesar de sua dublagem como Freddie). A atriz vive postando em sua conta pessoal fan-arts de sua personagem, fan-art da própria Úrsula com legenda de “mama”, fotos dos bastidores com elenco regular e entrosando com o novo. Ela foi ao encontro do primeiro poster oficial na Bentonville Square e até café com o nome da personagem ela já pediu. China ainda fez uma tatuagem de âncora no pulso e mostrou postando com a hashtag #Descendants2.

chinaannemcclain_descendentes01

chinaannemcclain_instagram02

A sinopse do filme já foi divulgada e, ao invés de Auradon, dessa vez o pano de fundo será na Ilha dos Perdidos. Enquanto Carlos (Cameron Boyce), Jay (Booboo Stewart) e Evvie (Sofia Carson) buscam o seu lugar em Auradon, Mal (Dove Cameron) não consegue aguentar a pressão de ser a namorada perfeita de Ben (Mitchell Hope). Mal, então, retorna para a Ilha dos Perdidos onde encontra sua arqui-inimiga Uma, com sua gangue pirata reunida: Harry (Thomas Doherty), o filho do Capitão Gancho, e Gil (Dylan Playfair), o filho de Gaston. Enquanto isso, Ben, Carlos, Jay e Evvie vão atrás de Mal. Eles precisam ensinar Ben a se comportar como um vilão para se misturar na Ilha dos Perdidos – isso explica o novo figurino do coroado rei de Auradon. Com a saída de Mal, Uma é a nova líder, mas nunca aceitou muito bem não ter sido escolhida para ir a Auradon. Junto com seus comparsas, ela tentará quebrar a barreira entre a Ilha dos Perdidos e Auradon, libertando, assim, todos os vilões presos na Ilha de uma vez.

descendentes2disney02

descendentes2disney

O figurino e a aparência dos vilões, que sempre foram muito majestosos, acabou causando certa decepção em alguns fãs no primeiro filme, mas isso tem uma explicação. A vida dos vilões era baseada em espalhar o mal e, presos, eles perderam o sentido da vida. Toda a aparência deles é trabalhada para transparecer a decadência em que eles se encontram, e isso explica até os remendos nas peças. O visual punk é para remeter o lado dark desses personagens. Quando eles chegam em Auradon pela primeira vez, fica clara essa situação através do choque dos personagens ao verificar a ausência da escassez que costumava ser presente na ilha.

Com o sucesso do primeiro longa, o orçamento acabará sendo maior e isso reflete no figurino. No entanto, como esse se passa na Ilha dos Perdidos, esse visual precisa ser mantido. Sabemos que a Uma será líder de uma gangue pirata, então o visual dela tem essa base de capitã, como mostram as fotos divulgadas.

descendentesdisney_bastidores01

A Úrsula é uma cecaelia, metade mulher metade polvo. Os tentáculos seriam inviáveis para produção do filme, mas o movimento ficou expresso na escolha das tranças afro no cabelo da personagem, que eu particularmente defini como ponto forte do figurino. O visual  também remeteu ao capitão Davy Jones, pirata amaldiçoado de Piratas do Caribe. Ele também tem o rosto com um molusco marinho por causa da maldição.

captaindavyjones

O figurino segue com muito couro colorido e as roupas apresentam uma cartela de cores quase monocromática para cada personagem. Em Jay predomina o amarelo e vermelho, em Carlos preto e branco, na Evvie é azul escuro e Mal tem predominância de roxo. Muito provavelmente por esse motivo, o de Uma não terá uma cartela de cores puxada para o roxo, apesar da Úrsula ser desta cor. A cartela de cores da Uma ficou entre o azul turquesa e o verde água, que são cores muito próximas – provavelmente para remeter que ela é uma filha da água. A Úrsula se encontra dentro d’água em A Pequena Sereia, então Uma terá que ter uma “aparência marinha” fora da água. Em uma foto divulgada por China, aparece um recorte semelhante a uma cauda, então provavelmente, além da silhueta, haverá elementos que remetam a origem da personagem.

chinaannemcclain_instagram01

O primeiro teaser foi divulgado ano passado e só mostrava o logotipo com os tentáculos de Úrsula e os protagonistas embaixo do mar:

Já neste trailer novo, divulgado no último dia 3, podemos ouvir Poor Unfortunate Souls, que eu estava torcendo muito para ter no filme.

Pra quem ainda duvida do sucesso, Descendentes 1 se tornou o quinto filme de maior audiência da TV a cabo de todos os tempos. No Brasil, ficou em 1º lugar entre todos os canais da TV a cabo para crianças de 4 a 17 anos. O diretor, Kenny Ortega, a quem eu chamo de Rei Midas das produções, já foi coreografo de Madonna, do filme Dirty Dancing e é responsável pelo documentário This Is It, uma homenagem a Michael Jackson. Na Disney, ele é responsável pelo sucesso de Halloween, Abracadabra, pela coreografia de Cheetah Girls e por High School Musical. Em relação a Descendentes 2, ele disse:

“A Ilha dos Perdidos é uma ilha que abriga os vilões mais infames, assim parecia natural para se ter uma gangue pirata, que inclui os descendentes de Úrsula, Capitão Gancho e Gaston surgindo para nós podermos levar o público a conhecer profundamente o mundo de Descendentes.”

Sobre a nossa antagonista, acrescentou:

“Como a nossa rica história se desenrola, Uma, a filha da bruxa do mar Ursula, prova que ela é uma força a ser reconhecida como a líder de uma gangue pirata e a nova rainha auto proclamada da ilha.”

Depois de tudo isso, só fica uma questão. Quem será a Úrsula? Eu iria amar profundamente se fosse Amber Riley (apesar de acha-la jovem para o papel). Mas quando ela se caracterizou de Úrsula, eu fiquei babando.

amberriley_ursula

Enquanto isso, só nos resta aguardar. Quem quiser já ir entrando no clima, assista China Anne McClain cantando Under The Sea aos 3 minutos no vídeo abaixo:

Por Camila Piccini