23
jun
Resenha de livro – As séries “Sereia” e “Watersong”
em: Cultura

Eu ia escrever uma resenha para cada livro, mas eles são tão parecidos que resolvi falar de suas diferenças e semelhanças num post só.

Estou me referindo as séries “Sereia”, de Tricia Rayburn, e “Watersong”, de Amanda Hocking.

A trilogia “Sereia” é composta por três livros: “Sereia”, “Encanto” e “Profundezas”, sendo o primeiro lançado em 2010. Já a saga “Watersong”, lançada em 2012, é um pouco mais longa e conta com um livro a mais, sendo que apenas os dois primeiros foram lançados no Brasil: “Despertar”, “Canção do Mar”, “Tidal” e “Elegy” (os dois últimos ainda não tem título em português definido).

trilogiasereia_triciarayburn_sereismo

sagawatersong_sereismo

Ao ter contato com os primeiros livros de ambas as séries é meio que impossível não perceber que uma foi inspirada na outra. As duas contam a história de uma adolescente que vira sereia contra a própria vontade e que, depois da transformação, têm que juntar forças para encarar a nova e assustadora realidade.

Em “Sereia” a protagonista é Vanessa, uma garota de 17 anos que perde a irmã mais velha, Justine, em um suposto acidente. Justine sempre havera sido a fortaleza de Vanessa, que até então se mostrava uma garota medrosa e via na irmã a sua melhor amiga. Para investigar a morte da irmã, ela conta com a ajuda de seu vizinho e amigo de infância Simon, e acabam descobrindo um sentimento mais forte, até então adormecido, entre os dois. Entretanto, o que parecia ser uma busca sobre o que havia realmente acontecido com a sua irmã, Vanessa acaba descobrindo mais sobre si mesmo do que gostaria.

contracapa_triciarayburn_sereiaserie

Em “Watersong” lemos a história de Gemma, uma nadadora profissional de 16 anos que se vê superprotegida pela irmã mais velha, Harper. Apesar disso, a vida de Gemma não poderia estar melhor – sua futura e promissora carreira como nadadora ia de vento em popa e ela acabara de começar um relacionamento com seu vizinho Alex. Porém, ao cruzar o caminho com as misteriosas Penn, Thea e Lexi, sua vida dá uma reviravolta e, agora, sua única preocupação é descobrir como sair viva da situação que se encontra.

contracapa_amandahocking_despertar_cancaodomar

Bom, só de ler as sinopses já vemos um monte de coincidências. As vidas de Vanessa e Gemma são praticamente iguais e, com tanta coisa em comum, eu tenho certeza que elas seriam grandes amigas se se conhecessem, rs. Uma das poucas diferenças é a personalidade dessas personagens: enquanto Vanessa só aprende a ser autoconfiante após sua transformação, Gemma sempre fora uma garota destemida e determinada.

O que torna uma série distinta da outra é que, enquanto em “Watersong” a partir do segundo livro temos mais ação e o paralelo entre a vida de Harper e Gemma vivendo separadamente, em “Sereia” tudo começa a ficar bem monótono e repetitivo.

Ambas as sagas retratam as sereias como seres do mal e (infelizmente) eu só posso falar com convicção sobre os livros de Tricia Rayburn, pois já os li por inteiro, enquanto os da Amanda Hocking estou aguardando ansiosa pelo lançamento dos últimos. O que posso concluir é que os livros de Tricia tem uma escrita mais madura, porém se perde um pouco no que deveria ser o tema principal da história. A começar que as sereias não tem cauda, são apenas mulheres que conseguem respirar debaixo d’água e que precisam matar homens para se manterem bonitas e saudáveis. Na minha opinião, apesar de parecer um detalhe bobo, isso foi crucial para eu dar um ponto negativo.

Por enquanto, estou adorando “Watersong” e mal posso esperar para ler o restante. A linguagem usada é bem mais informal, levando em conta que é de uma autora jovem, e no início o leitor pode até achar os acontecimentos meio nonsense e rápidos demais, mas com o desenrolar da trama tudo vai se encaixando e Amanda consegue, finalmente, nos prender em sua narrativa, adicionando uma pitada de mitologia e, claro, caudas de verdade!

>> Onde comprar:

• “Sereia” – Pesquisei nas livrarias Cultura, Saraiva, Fnac e Submarino e em todos estava esgotado.
• “Encanto” – Saraiva  * Cultura  * Fnac
• “Profundezas” – Saraiva  * Cultura  * Fnac
• “Despertar” – Saraiva  * Cultura  * Submarino  * Fnac
• “Canção do Mar” – Saraiva  * Cultura * Submarino

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

A saga “Watersong” também inclui um quarto conto que relata acontecimentos que sucederam o primeiro livro. Se chama “Forgotten Lyrics”, em inglês, e só é vendido em versão online.

As capas norte-americanas dos dois últimos livros da série e do e-book Forgotten Lyrics.

As capas norte-americanas dos dois últimos livros da série e do e-book Forgotten Lyrics.

Entrei em contato com a editora responsável pelos livros da série Watersong e infelizmente eles ainda não tem previsão de lançamento dos dois últimos livros :( Mas enquanto a gente espera, podemos acalmar a ansiedade assistindo aos lindos book trailers da saga (todos estão disponíveis no site oficial da autora).

Beijos, Camila





Camila Gomes





27
maio
Resenha de livro – Mermaid por Carolyn Turgeon
em: Cultura

  • O Sereismo agora tem uma colaborada muito especial! É a sereia Camila Souza, que já preparou vários conteúdos pra vocês. Também vou tomar vergonha na cara e começar a postar mais por aqui, ok? Hehe! Beijos gente, e deem as boas vindas para a Camis!

Oi, eu sou a Camila 😀 Sou de Santos/SP, tenho 25 anos, cursei Jornalismo na faculdade e hoje em dia minha única ocupação é ser mãe e esposa. To muito feliz de fazer parte do Sereismo e farei de tudo para, junto com a Bruna, tornar o blog o melhor sobre o tema na rede! Minha paixão por essas criaturas místicas veio na infância por causa da Ariel, de “A Pequena Sereia”. Inclusive faço parte de um grupo chamado Princesas Caiçaras que se fantasia de Princesas da Disney e faz trabalho voluntário com crianças carentes, onde eu represento a minha personagem favorita. Bom, é isso! Espero que gostem da minha colaboração aqui no blog e agradeço muito a Bruna pela oportunidade! Meu primeiro post é a resenha de um livro que tem tudo a ver com a Ariel… Vamos começar? 😀

Se você gosta de “A Pequena Sereia”, então esse livro é parte obrigatória na sua estante. “Mermaid – Uma reviravolta no conto original”, de Carolyn Turgeon, é exatamente o que o título óbvio insinua: uma adaptação da história de 1837, originalmente escrita pelo dinamarquês Hans Christian Andersen.

capa_mermaid_carolynturgeon

Na versão de Carolyn há duas protagonistas: a sereia Lenia e a princesa Margrethe. Os capítulos se intercalam entre o ponto de vista de cada uma. Lenia é a personagem na qual já somos familiarizadas; a sereia que sonha em se tornar humana e que acaba se apaixonando pelo humano que salva de um naufrágio. A novidade fica por conta de Margrethe, a princesa que assiste ao salvamento e também acaba se apaixonando pelo mesmo homem – que, por sua vez, é um príncipe, filho do maior inimigo de seu pai.

O enredo se passa no período medieval, tendo como pano de fundo um reino dividido entre sul e norte, com seus respectivos monarcas guerreando entre si pelas terras. No meio desse combate, acontece o triângulo amoroso entre Lenia (que a esse ponto já virou humana, graças à bruxa do mar), Margrethe e Christopher, o príncipe.

contracapa_mermaid_carolynturgeon

Não se deixe enganar pela sinopse tão parecida com o filme infantil da Disney – o livro de Carolyn pode ser considerado para adultos devido a cenas de sexo e violência. Entretanto, a autora conta tudo de maneira suave, nada muito explícito. Além disso, também achei que a personagem Lenia é obsessiva demais com o tema morte, citando várias vezes o fato de querer tanto uma alma e viver a vida eterna no paraíso, ao invés de virar espuma e ter um fim igual aos seres de sua espécie. Às vezes dá a impressão que esse é o único motivo pelo qual ela deseja tanto se tornar humana.

trecho_mermaid_carolynturgeon

Algumas passagens lembram bastante “A Pequena Sereia” de Ariel, especialmente o capítulo sobre a bruxa do mar, que aqui, ao invés de Ursula, se chama Sybil e nem é tão má assim.

Quando escrevo sobre um livro gosto de ler as resenhas de outras pessoas para saber se tiveram a mesma opinião que eu ou não. No caso de “Mermaid”, percebi que, assim como eu, a maioria achou a leitura um pouco difícil no início, mas é algo que dá para se deixar levar após os primeiros capítulos. Tudo é super bem detalhado, então é um livro que te permite viajar pela imaginação. Por outro lado, ao contrário dessa mesma maioria, eu torci demais pela sereia e detestei a princesa, achei-a convencida e só fui simpatizar com ela no último capítulo. Sim, serei sempre #teammermaid, rs.

SOBRE A AUTORA

Carolyn Turgeon é uma norte-americana formada em poesia medieval italiana pela UCLA. Apaixonada por contos de fadas e criaturas místicas, ela tem um blog em que se auto intitula sereia, e já escreveu um total de seis romances, sendo três deles adaptações de histórias já famosas. No Brasil, “Mermaid” foi seu único livro publicado, através da Editora iD. Ah, e uma boa notícia: a autora contou em seu blog que esta sua obra pode virar filme! Tomara!

sereismo-royanna

Onde comprar:

>> Livraria Saraiva
>> Livraria Cultura
>> Fnac





Camila Gomes





25
mar
Resenha de Livro – Sereias, O Segredo das Águas por Mirella Ferraz
em: Cultura

Acho que todo mundo já conhece a linda Mirella Ferraz, né? A sereia brasileira que está fazendo o maior sucesso por onde passa! A Mirella é apaixonada por sereias desde criancinha.

Unindo o amor pelas sereias com o amor pela literatura ela escreveu sua primeira obra (espero que venham muitas outras) e eu ganhei um exemplar em primeira mão, exemplar esse que li rapidamente em dois dias. Amei, claro!


Que leitura deliciosa
, praticamente um roteiro de filme (#ficadica GLOBO).


O ENREDO

A história começa tranquila e até previsível, mas Mirella sabe conduzir o leitor para um clímax incrível com reviravoltas e final poético. Eu me emocionei quando cheguei ao fim da leitura! O livro é romântico ser ser meloso, e carrega a meloncolia e a beleza do canto da sereia em sua essência. Sendo você amante ou não de sereias vale pela história, e claro, pela oportunidade de prestigiar uma escritora brasileira.
Dica: o livro é curto e fácil de ler, ele te prende. Se você quer começar a se interessar pela leitura está aí uma boa oportunidade.


ONDE COMPRAR?

>> Livraria Cultura – nesse link aqui.
>> Livraria Saraiva – nesse link aqui.

A Mirella tem um blog muito fofo só sobre sereias – acesse aqui – e um de ativismo animal – acesse aqui.

SOBRE A MIRELLA FERRAZ
Mirella Ferraz nasceu em São Paulo e desde muito nova teve contato com as artes. Formou-se em balé e também atua como professora de dança do ventre. Também se formou em Gestão Ambiental e trabalhou na pesquisa e conservação de cetáceos em Pernambuco, São Paulo e Bahia. Nesse viés sempre foi contundente. É vegetariana e trava fortes embates para defender os animais. Mulher multifacetada é ainda empresária na cidade onde vive, Pirassununga, com seu marido e seus doze bichos de estimação.

Beijos sereísticos pra vocês <3

E aguardem muitas resenhas por aqui, as sereias mergulharam no mundo da literatura e encantaram geral. Tem muitaaaa coisa sendo lançada e eu já li praticamente tudo hehe!





Bruna Tavares