19
nov
As variadas versões de “A Pequena Sereia”

Essa semana foi o 25º aniversário de “A Pequena Sereia”, da Walt Disney. O clássico marcou a época conhecida como “Renascimento da Disney”, tamanho foi o seu sucesso e de seus sucessores após anos de filmes que não tinham caído na graça do público comparado aos seus antepassados. A história nos apresentava a quarta princesa da franquia “Disney Princesas”, a ruiva e carismática Ariel, dublada originalmente por Jodi Benson. Desde sua estreia, já foram lançados VHS, DVDs e Blu-rays em edições especiais e de diamante, contando com variados materiais bônus sobre a produção do longa.

Acima: Capa do primeiro VHS (1989), Capa do DVD relançamento de 1997 Edição Limitada e Capa do Blu-ray Edição Diamante de 2013. Abaixo: A voz da Ariel, Jodi Benson.

Acima: Capa do primeiro VHS (1989), Capa do DVD relançamento de 1997 Edição Limitada e Capa do Blu-ray Edição Diamante de 2013. Abaixo: A voz da Ariel, Jodi Benson.

A inspiração da Disney para compor sua 28ª animação veio do conto de mesmo título escrito pelo dinamarquês Hans Christian Andersen, em 1837. Apesar dessa ser a versão mais conhecida, outras produtoras também já retrataram suas próprias “pequenas sereias”. Em homenagem ao aniversário da nossa princesa preferida que influencia a paixão por seres do mar de muita gente, vamos mostrar algumas outras ~Arieis~ das telinhas :)

apequenasereiapamdawber

Começando pela série dos anos 80 “Teatro dos Contos de Fadas” (originalmente “Faerie Tale Theatre”), transmitida aqui no Brasil pela TV Cultura. A cada episódio um conto era mostrado, e é claro que “A Pequena Sereia” não ficou de fora. Nesse, a protagonista se chama Pérola e é interpretada por Pam Dawber (foto acima). Assista ao capítulo inteiro e dublado no player abaixo:

“Hans Christian Andersen’s The Little Mermaid” é o título super criativo de uma animação japonesa de 1975. A Disney, inclusive, pegou bastante referência desse desenho para criar o clássico que conhecemos. Entretanto, ao contrário dela, que optou por um final alternativo e feliz, a versão oriental manteve o fim original e trágico. O nome da sereiazinha é Marina (acho interessante citar sempre o nome da personagem, afinal em cada produção é diferente, já que no original ela é chamada apenas por “pequena sereia” mesmo).

apequenasereiajapao1975

Em 1976 a Rússia já tinha a sua própria pequena sereia do filme live-action “Rusalochka”. Viktoriya Novikova é a atriz que interpreta a sereia (sem nome) de cabelos verdes, mas que ao se tornar humana, fica com os fios loiros (achei esse detalhe interessante, hehe!).

apequenasereiarusso1976

Em 1992 a distribuidora Trimark lançou uma animação da pequena sereia com apenas 50 minutos de duração, onde a personagem principal se chama Lena (quase igual a do livro da Carolyn Turgeon). O príncipe também ficou bem parecido com o Eric da Disney, não acham?!

apequenasereiatrimark

“The Daydreamer” é um filme musical norte-americano de 1966 centrado no próprio Hans Christian Andersen. Num resumo bem rápido, nele Hans aparece ainda criança, interpretado por Paul O’Keefe. Ele sonha com seus próprios personagens (pra quem não sabe, o dinamarquês é autor de muitos outros contos, incluindo o que inspirou “Frozen”) que aparecem em forma de marionetes. A pequena sereia faz a sua aparição na voz de Hayley Mills, cantando “Wishes and Teardrops”. Assista a essa parte em especial abaixo:

Mais um russo na lista, só que mais atual em todos os sentidos: tanto no lançamento do filme como na própria história. Em “Mermaid”, de 2007, Alice (Mariya Shalayeva) vive uma versão moderna da Ariel, vivendo nos dias de hoje e enfrentando conflitos adolescentes.

apequenasereiarusso2007

“Die kleine Meerjungfrau” é o título original do filme live-action alemão inspirado no conto de Hans Christian Andersen. A atriz Zoe Moore é quem dá vida a sereia Undine.

apequenasereiaalemao

BÔNUS: O filme japonês “Ponyo” (2008) dos estúdios Ghibli é bastante comparado a “A Pequena Sereia” da Disney (aliás, um estúdio pertence ao outro), pois trata-se de uma peixinha ruiva que quer virar humana para virar amiga de um menino. Isso não é em vão, pois o próprio diretor da animação, Hayao Miyazaki, confirmou ter se inspirado na história de Hans Christian Andersen também. Para quem nunca assistiu, fica a dica: passa direto no canal Discovery Kids! rs

ponyo

Espero que tenham gostado do post comemorativo aos 25 anos da nossa princesa preferida, que já foi retratada por diversos países de diversas maneiras e com diversos nomes! haha! 

Já conheciam todos os filmes? Ficou faltando algum? Deixe sua opinião nos comentários 😀

Para ver todos os posts relacionados a Ariel aqui no blog, clique aqui e aqui.





Camila Gomes





29
out
Resenha de livro – Mermaids por Skye Alexander
em: Cultura

Hoje é o Dia Nacional do Livro, então vou escrever sobre a minha mais recente aquisição que é tão linda que eu acho que toda sereia/tritão devia ter <3

Quando ele chegou, na semana passada, me empolguei tanto que enchi o Instagram de fotos, kkkk. Mas não foi pra menos, porque ele é maravilhoso mesmo! Sim, estou falando do “Mermaids”, da Skye Alexander.

mermaids_skyealexander01

Nele nós não temos contato com apenas uma história, e sim várias. Em “Mermaids”, a autora reune todas as lendas e mitos sobre as sereias ao redor do mundo, desde a sua suposta origem nos tempos antigos e mitológicos até os dias atuais. 

Confira a sinopse:

“Sereias fazem parte do folclore por séculos. Mas da onde essas encantadoras criaturas do mar vieram, e como elas conseguiram capturar a imaginação de vários povos pelo mundo? Nessa linda coleção, você irá explorar a origem dessas misteriosas ninfas, dos córregos e rios da antiga Babilônia até os mares cristalinos do Novo Mundo e além.

Você irá apreciar lindas ilustrações aquáticas, se informar sobre os mitos que cercam esses seres enigmáticos, descobrir os símbolos associados a eles e conhecer as lendas do povo do mar. Deixe-se levar por sereias.”

mermaids_skyealexander02

Skye explica detalhadamente, a cada capítulo, como é a crença sobre sereias de cada povo. Ela cita também seu simbolismo, sua influência nas artes, as diferenças entre outros seres folclóricos (como as sirenas e os selkies) entre outras curiosidades que me não me deixariam parar de escrever esse parágrafo jamais! huahaua

mermaids_skyealexander03

Sério, esse livro é a “bíblia” de quem gosta de sereias! Além do conteúdo fantástico, a arte é impecável, com direito a capa dura e título em alto-relevo. Bem especial mesmo, pra guardar em um lugarzinho exclusivo na prateleira!

SOBRE A AUTORA

Pra quem tem um lado espiritual aguçado, vale a pena conferir os outros trabalhos da Skye Alexander. A escritora também atua como taróloga e astróloga, já tendo publicado vários títulos sobre essas áreas (me interessei muito pelo “Angels Among Us” que junta fotos de anjos, “Fairies” que é igual ao “Mermaids” só que sobre fadas e “The Secret Power of Spirit Animals” que explica o significado de 200 animais).

É, só alguém com muita sensibilidade poderia escrever um livro tão apaixonante mesmo! Seu site oficial é esse aqui 😉

Onde comprar:

>> Livraria Cultura

Infelizmente todos os livros da Skye são importados e estão disponíveis apenas em inglês :/





Camila Gomes





7
out
Resenha de livro – Quando as Sereias Choram por Mirella Ferraz
em: Cultura

A Mirella Ferraz é figura conhecida pra quem acompanha o Sereismo. Ela é a primeira sereia profissional do Brasil, chegou até a se apresentar no Aquário de São Paulo, lembram? Contei tudo aqui!

aquario-mirella-ferraz-sereia-10

Além de sereia, a Mirella também é uma das principais escritoras do Brasil. Ela é a autora do best-seller “Sereias – O Segredo das Águas” – resenha aqui – e agora lança seu segundo livro, o mágico “Quando as Sereias Choram”.

quando-as-sereias-choram2

O livro é fruto de um longo estudo de Mirella, que mixou a lenda da sereia com elementos da antiga cultura nórdica. A história te prende do começo ao fim, eu li em dois dias pra vocês terem ideia. É aquele tipo de trama que a gente lê já imaginando o filme e escalando os atores (rsrsrs).

Sabe o que é mais legal? Eu tive a honra de ser convidada para escrever o prefácio desse obra. Como jornalista confesso que cumpri um importante objetivo, e como apaixonada por sereia realizei um sonho. Obrigada Mirella ♥

quando-as-sereias-choram-02

  • Leia agora o prefácio de “Quando as Sereias Choram” escrito por essa que voz fala =)

E, de repente, só vejo uma longuíssima cabeleira loura, chicoteando e bailando em suaves movimentos na água, junto com uma extensa cauda esverdeada. Era Mirella Ferraz que, com total tranquilidade – como se estivesse realmente em seu ambiente natural –, ganhava as águas e os suspiros dos milhares ali que, entorpecidos, a assistiam em sua apresentação como a sereia que ela é, em um aquário de São Paulo.

A sensação imediata é quase que assustadora. “Muito real!” “Impressionante!” “Como ela aguenta ficar sem respirar por tanto tempo?”. “Como consegue enxergar embaixo d’água?”. Por longos minutos, sinto aquela magia renovada dentro do meu coração. A magia do encanto das sereias… A magia a qual Mirella nos faz realmente acreditar.

Mirella é mestre em fazer brotar esse sentimento lúdico de encanto e estupefação. Seja com sua incrível habilidade aquática ou com sua extraordinária e rica escrita. Ela escreve como gente grande! E com a graciosidade poética ou a petulância nada despretensiosa de uma sereia. Uma sereia que ao invés do dom para o canto, tem o dom para a escrita. Que coloca dúvidas em nossa cabeça ao abordar a pauta de um dos grandes mistérios da vida, o enorme buraco que existe no conhecimento registrado de seres que vivem nos oceanos.

Será que sereias existem? Será que se trata apenas de enormes coincidências todos os registros dessa “lenda” em praticamente todas as culturas e até mesmo em religiões? Porque será que os seres humanos têm uma ligação especial com o mar? São diversos “serás” que permeiam o mistério das sereias, na cativante obra de Mirella.

Nas páginas que virão a seguir, o leitor terá a chance de mergulhar em nesse universo encantador e, em cenários fantásticos a partir da comovente história de Liban, tendo a rica chance de ainda aprender sobre a antiga cultura nórdica, até mesmo tendo a oportunidade de “entrar na cabeça” de um guerreiro viking conseguindo entender os seus conflitos internos e o seu modo de agir e pensar, de acordo com sua contundente e implacável cultura. Cultura esta da qual Mirella se empenhou com afinco para estudar e pesquisar por anos, para enriquecer ainda mais o conteúdo deste livro. Fato facilmente comprovado já nas primeiras páginas, em que a autora escreve com tamanha facilidade e riqueza de detalhes, que nos fazem acreditar até mesmo que um ela viveu naquela época.

Da magia à dura realidade, da terra ao mar, do romance delicado e sonhador às cenas muito ardentes, do drama à comédia. Mirella soube explorar com maestria e dinamismo ímpar, todos os capítulos dessa narração. Todavia, sem deixá-la cair, jamais, no senso comum ou no clichê.

Recheada de ação e principalmente clímax, e com um final surpreendente, “Quando as Sereias Cchoram” vai te levar para o inimaginável. E acender em seu coração a magia que por ventura estiver apagada.

Uma ótima leitura a todos e que as sereias sempre os acompanhem em seus pensamentos.

quando-as-sereias-choram-01

quando-as-sereias-choram-03

ONDE COMPRAR?
Saraiva
Novo Século
Livraria da Folha
Livraria Cultura

  • Falando nisso, nessa sexta (dia 10/10) vai rolar o lançamento #Oficial e noite de autógrafo do livro “Quando as Sereias Choram” na livraria Saraiva do Shopping Eldorado, em São Paulo, às 19:00h. A Mirella Ferraz estará lá autografando exemplares eu, claro, irei lá para prestigiar minha sereia favorita. Para saber mais do evento clique aqui!

Se animaram com a leitura? Espero que sim! Porque essa obra é muito especial não só pra mim, é especial para nossa cultura. Acho que já passou da hora de darmos mais atenção para os autores brasileiros que escrevem obras de ficção e fantasia, né? E essa obra não perde em nada para as obras “gringas”.

Aliás, vocês sabiam que o batom Mirella é inspirado nela? 😉





Bruna Tavares