4
maio
As sereias de Lucas Werneck

Chegamos em maio, mês do já tradicional #MerMay! Se você não sabe o que é isso, clica aqui que a gente explica melhor. Basicamente, é quando os ilustradores desenham sereias e postam nas redes sociais com a hashtag #MerMay. Como já falamos disso mais detalhadamente no ano passado, esse ano resolvi focar em apenas um ilustrador de sereias, participante assíduo do #MerMay e um dos meus preferidos: Lucas Werneck.

lucaswerneck_mermay

O Lucas é de São Paulo e desenha desde que se conhece por gente. Sua mãe jura que as sereias sempre estiveram presentes em seus rabiscos. A cultura pop é o que mais o inspira na hora de botar o lápis em ação.

lucaswerneck02

lucaswerneck01

Para essa sereia acima, em específico, ele se baseou no rosto da atriz Megan Fox, e o cenário tem referências do quadro The Birth of Venus.

lucaswerneck04

lucaswerneck03

Como superar essa Iara maravilhosa?

lucaswerneck05

lucaswerneck6

Conheci o Lucas pelo Instagram porque, assim como eu, ele também é fã da Ariel e tem a sereia da Disney como uma de suas modelos preferidas. Já eu amo ficar caçando fan arts dela por aí, até que me deparei com uma feita por ele que amei tanto que fiz até “cosplay”!

lucaswerneck_ariel_camilagomes

Vejam outras Arieis feitas por ele, uma mais linda que a outra:

lucaswerneck_ariel01

lucaswerneck_ariel02

lucaswerneck_ariel03

lucaswerneck_ariel04

Se vocês gostaram, não deixem de acompanhar o Lucas pelas redes sociais (FacebookInstagram e Tumblr)! E também fiquem de olho na hashtag #MerMay, porque vale a pena, só tem obra de arte!!! *-*





Camila Gomes





1
maio
SEREISMO – a minha nova marca nascendo!

Esse é um daqueles posts que eu já começo com lágrimas nos olhos! E é post textão, porque não tem como eu falar de Sereismo sem falar de mim mesma. Sem falar sobre a força do universo e do nosso próprio destino. Por isso, antes de começar a falar da marca Sereismo, deixa eu te contar como o Sereismo nasceu na minha vida.

Sereismo logo

Sempre fui apaixonada pelo mar, minha mãe conta que era uma criança calma. Fui aquela criança que deu trabalho zero, sabe quantas vezes acordei de madrugada? NENHUMA. Sai da maternidade e já dormia a noite toda. Minha mãe acha que nasci com ”alma” velha, e veja bem, eu também acho rsrs! Aí que com 1 aninho fui pela primeira vez para praia, confesso que não me lembro desse dia (bem, seria estranho se eu me lembrasse, né?) mas meus pais contam que eu apenas SURTEI. Claro, toda criança fica louca quando vai pela primeira conhecer o mar. Mas tem algumas que tem medo (tipo meu irmão kkk), ou outras que já são serelepes mesmo em qualquer canto e lá prosseguem com esse estilo. Mas eu, eu ERA A CRIANÇA comportada, calma… Mas quando vi o mar eu fiquei é LOUCA. Queria entrar sem medo de ser feliz! Meus pais relatam que nunca me viram daquele jeito. Foi diferente! E foi pra mim, um encontro de alma. Eu e o mar. Finalmente juntos. Quem sabe até novamente juntos!

xlarge_quem-e-do-mar-nao-enjoa

O tempo passou e continuei indo sempre pra praia, era o ritual de fim de ano. Meus pais sempre gostaram e isso facilitou meus encontros com mar. Quanto mais eu ia pra praia, mas eu tinha certeza que era ali que eu encontrava a verdadeira felicidade. Algo extraordinário sempre acontecia quando estava perto da praia, e assim prossegue até hoje. É sempre especial, inspirador e curador!

92e25e74ecb137a1b02a96db42e704f8

Mas Bruna, e as sereias? Você já viu uma? Por isso você começou a se apaixonar por elas? Bom…Nunca vi uma nadando no meu lado (e sinceramente nem sei se existem de fato nesse planeta, mas também não duvido). Pra quem não sabe 95% dos seres que vivem dentro do oceano são um mistério pra ciência. A pouco tempo mesmo descobriram uma nova BALEIA, gente, uma baleia! Não é um bichinho pequeno, né? Então é óbvio que é possível que existam sereias. Até porque reflita aqui comigo:

Supondo que todos os seres que vivem no oceano fossem um total mistério. Era mais fácil imaginar a existência de sereias (seres relativamente bem parecidos com a gente) ou a existência de uma cachalote? Ou de um polvo gigante? Ou de uma água viva? Ou até quem de um tubarão branco?

A verdade é que estamos tão acostumados a saber que seres como esses existem, que a gente não para pra refletir o quão extraordinário é isso. CARAMBA, eles são totalmente diferentes. São seres que poderiam estar nos filmes de ficção, mas como a gente já nasce sabendo da existência deles, a gente não liga. Acha normal! Mas não é normal. É FANTÁSTICO! E pensar em sereia pra mim, é relembrar o quanto o nosso universo é plural, é gigante, e é cheio cheio cheio de mistérios. E as sereias, são apenas um desses mistérios.

Já parou pra pensar que esse bichão aí mora no mesmo planeta que você?

Já parou pra pensar que esse bichão aí mora no mesmo planeta que você?

Sabe outra coisa bem louca? As sereias estão presente em praticamente todas as culturas. Todas as culturas tem alguma retratação desse ser meio humano meio peixe. É quase surreal imaginar que o tempo todo ela já estava ali…Tem sereia até no Starbucks rsrs! E me admira ver que só agora elas começaram a fazer “sucesso”. A sereia é o símbolo mais forte da diversidade do nosso planeta. Ela representa o encontro do mar e da terra. Ela representa o nosso planeta. E isso vai muito além de uma moda, de uma lenda e de uma fé. Existir de fato ou não é de menos, o que elas representam já é o suficiente para a gente acreditar, amar e se encantar.

sereia-1-1

Mas enfim, deixa eu contar a minha história, né? Minha primeira lembrança sereística relevante aconteceu quando eu tinha 9 anos. Fui visitar o Sítio do Picapau Amarelo em Taubaté e nesse passeio (com a escola) fui conhecendo cada lenda do nosso folclore. E cada lenda estava representada através de uma estátua. Tinham várias espalhadas pelo sítio…O Saci, a Caipora, o Boitatá e ela, a sereia Iara. Todas as estátuas estavam acessíveis, a gente podia tocar, sabe? Mas a Iara estava longe, ela estava do outro lado do rio. Plena! Cheguei na beirada do rio e fiquei ali olhando ela. Hipnotizada. Me lembro dessa cena como se fosse hoje. Quase cai no rio, só não cai porque me seguraram. Tomei a maior bronca da professora e demorei muito pra conseguir voltar ao normal. Fiquei ali, pensando pensando sobre aquela imagem. Nunca vou me esquecer daquela imagem. Aquilo me marcou!

iarasereia

Cheguei em casa e fui conversar com minha mãe sobre, eu precisava entender aquilo de alguma forma. Era um sentimento novo, nunca tinha sentido aquilo antes! E minha mãe me contou que minha tatataravó era índia. Nossa, naquela hora eu senti uma coisa tão forte! Fiquei tão orgulhosa disso.Parece que ali eu tinha compreendido um pouco sobre mim mesma, incluindo meu cabelo ultra preto e liso e meus olhinhos meio puxados. E foi uma sereia que me deu esse presente! Obrigada Iara. Conhecer nossas origens é mágico!

Dali pra frente comecei a pesquisar tudo sobre sereia. E pra uma criança de 9 anos você não fazem idem do quanto isso foi importante. De uma forma ou de outra eu tinha encontrado a minha “tribo”. Eu já fazia parte do sereismo, e nem sabia disso, e nem conhecia esse nome, mas o fato é que ali nascia o sereismo em mim. E eu sabia que seria grata pra sempre a Iara por isso, e sabia que meu amor pelo mar estava começando a fazer sentido. Como diria Eça de Queirós “senti um acréscimo de estima por mim mesma, e parecia que entrava enfim em uma existência superiormente interessante”.

937675c6cc3766a0b093a933b97e6878

O tempo passou e as sereias continuaram a fazer parte da minha vida. Tenho inúmeras histórias, inclusive sonhos premonitórios com elas que me ajudaram a tomar várias decisões certas. Sereias estão sempre rodando minha vida. Um caso muito engraçado e fofo foi quando conheci a Mirella, a sereia brasileira mais famosa do país e a treinadora da Isis Valverde. Ela veio falar comigo no dia 05/07, ela não sabia, mas aquele era o dia do meu aniversário. Foi no dia do meu aniversário que conheci a PRIMEIRA pessoa tão apaixonada por sereia como eu. Me fala se isso não foi um presente de Deus?

Clique meu da Mirella no Aquário de SP. Mágico! Uma amiga sereia era tudo que eu queria nessa vida. Parecia sonho impossível, mas eu consegui rsrs!

Clique meu da Mirella no Aquário de SP. Mágico! Uma amiga sereia era tudo que eu queria nessa vida. Parecia sonho impossível, mas eu consegui rsrs!

Através da Mirella comecei a entender muito mais sobre a amplitude desse amor por sereia. Tive inclusive a honra de ser chamada para escrever o prefácio de um de seus livros, o Quando as Sereias Choram – leia aqui.

O amor por sereia já estava impregnado em mim e naturalmente levei ele pro layout do blog! Lembram da minha primeira sereia do layout antigo?

ppfsereia

Depois acabei trocando e pedi uma sereia com a minha carinha rsrs! Que é a sereia que vocês acompanham hoje no layout, na vinheta do youtube e também nos meus produtos do Pausa Para Feminices. As sereias sempre me deram sorte! E a coleção PPF é mais uma prova disso.

Por amar o tema, e ver que cada vez mais existiam coisas pra se falar sobre, resolvi criar aqui no blog um categoria chamada SEREIA – que existe até hoje. Comecei a subir matérias aleatórias, além da área de moda e beleza. Achei que eu estava arrasando com a ideia mas tomei no nariz. Comecei a receber alguns comentários meio “chatinhos” e outros até bem maldosos sobre o quanto era idiota falar sobre aquilo e que eu devia crescer, isso dentre outras coisas. Muitas pessoas acabam tendo essa visão de que sereia = personagem infantil. Mas como pra mim sereia era uma coisa tão ampla, nem parei pra pensar que poderia estar escrevendo sobre algo que a maioria não queria ler. Confesso que fiquei BEM CHATEADA na época. Não fiquei com raiva do hate não! Só fiquei com o coração apertado, porque minha intuição sempre foi tão precisa, e eu tinha certeza que aquilo daria certo e que as pessoas iriam gostar. Porém não deu certo…

sereia-beleza-perfume-maquiagem

Mantive a sereia no blog e continuei fazendo conteúdos esporádicos de sereia linkados a maquiagem. Mas meu coração continuava apertado, eu precisava ir além. E em um belo dia (que não me esqueço até hoje) pensei: vou fazer um blog só sobre isso! Com certeza vou encontrar pessoas que também gostam, e mesmo que sejam poucas eu vou poder ser eu mesma, falar sobre esse tema e encontrar a minha “tribo”. Vai ser demais!

Em nenhum momento foquei trabalho e resultados. Era puramente hobby. Eu só queria escrever sobre sereia e encontrar pessoas que gostassem de ler sobre aquilo! E assim, nasceu em 2013 o Sereismo. Termo que eu já usava fazia algum tempo quando escrevia para o blog da Farm. Não sei se fui eu que “inventei” esse nome, até porque colocar o ISMO no fim de uma palavra é algo que se usa faz tempo no vocabulário de moda. Ex: moda militar = militarismo. Moda minimalista = minimalismo. E por aí vai… Então lembro que fui escrever um texto sobre estampas de conchas e tive a ideia de escrever SEREISMO. Pois já estava vendo isso florescer na moda lá em 2011 mais ou menos. Portanto quando fui fazer o blog foi natural registrar o Sereismo.com.

O Sereismo nasceu e fui levando ele concomitante ao PPF. Porém não conseguia me dedicar tanto ao Sereismo, afinal não era trabalho (e eu ainda trabalhava na redação nessa época, ou seja, tinha PPF, trabalho na Editora Abril e ainda o Sereismo). Por isso fiquei mais do que feliz quando a Camila Gomes (também jornalista assim como eu!) entrou em contato comigo se oferecendo para escrever no Sereismo. Fiquei radiante, até porque ela é tipo a Ariel rsrs. E poxa, tudo que eu queria era uma jornalista ariel pra me ajudar no Sereismo, né? Era até bom demais pra ser verdade. E nessa, a Camila virou não só a minha colaboradora, hoje a Camila é tão dona do Sereismo quanto eu. Tocamos juntas esse sonho, e quando eu estava ausente foi ela que manteve nossas sereias atualizadas por lá, e mais uma vez TUDO POR AMOR. Foram 4 anos sem ganhar nem um centavo ou prestígio. Quatro anos escrevendo pura e simplesmente por amor.

Olha como a Camila é linda gente! Uma irmã que a vida me deu, aliás que as sereias me deram.

Olha como a Camila é linda gente! Uma irmã que a vida me deu, aliás que as sereias me deram.

Seguimos sereiando e em 2015 começamos a dar muitas entrevistas sobre o tema. E em 2016 o negócio simplesmente BOMBOU! Perdi as contas de quantas entrevistas eu dei, e quanto mais o tempo passava mais vocês passavam a me linkar mais e mais com sereia, me mandando links e me marcando em tudo de sereia que vocês encontrassem, estava me sentindo realizada. COMPLETA! E finalmente entendi que sim, minha intuição estava certa desde o começo, eu só precisava tomar o caminho certo. Por isso siga sempre o seu coração, e se não der certo, procure um outro caminho. Encare as barreiras apenas como um sinal de que você deve mudar a direção, mas só a direção, e não a intenção. O Sereismo prova pra mim isso todos os dias!

sereismoatribuna200316

sereismoclipping_uol_2jun2016

sereismoclipping_todateen_28jul2016

Em 2017 o Sereismo continuou bombando muito, e até a Gloria Perez resolveu dedicar uma de suas novelas para explorar mais o tema. Nesse momento eu a Camila tivemos a certeza que a gente deveria fazer algo a mais pro nosso público, e daí começou a florescer a ideia da marca Sereismo.

O mais louco dessa história é que eu estava conversando com a Camila sobre isso em Orlando, e a ideia da marca surgiu justamente quando entrei nessa loja no distrito de Kissimme:

sereismo-loja

Eu já estava falando com a Cami sobre a ideia da marca quando meu marido parou nessa loja pra gente conhecer, na hora que bati o olho não conseguia parar de rir. CARAMBA, esse foi O SINAL! Postei essa foto e até a Isis Valverde curtiu. Já sabia naquele momento que estava no caminho certo! Dali pra frente foi muito trabalho e correria pra formalizar a coleção Sereismo, que nasce pra ser diferente, especial e muito linda. Olha a embalagem:

SEREISMO-MAQUIAGEM-02

SEREISMO-MAQUIAGEM

A embalagem não podia ser básica! Eu sou contra investir muito em embalagem mas poxa, sereismo precisava! Por isso a tampa colorida com estampa de escamas e o Sereismo bem lindo em cromado turquesa escuro. Ficou maravilhosa demais essa embalagem!

Olha a embalagem do nosso batom! Estamos emocionadas aqui! Eu @brutavaresppf e @itscamilagomes

Uma publicação compartilhada por Bruna Tavares e Camila Gomes (@sereismo) em

O primeiro produto que definimos foram as coberturas que nomeamos de SEREISMO, isso porque não existe nada no mercado assim. É um produto pra você transformar qualquer batom em um batom com aquele acabamento Cristal! Essa é a proposta das coberturas Sereismo (teremos de várias cores!).

SEREISMO-MAQUIAGEM-03

Essa cobertura é 3×1, e foi desenvolvida pra poder ser usada também nos lábios e pele! Amo usar de 3 jeitos:

1. Por cima do batom líquido matte como mostro no vídeo. Usei o #batomEvelyn da @linhabrunatavares e por cima um pouco do sereismo!
2. Por cima de makes escuras pra dar um toque de brilho sem necessidade de primer.
3. Como iluminador facial.

Essa cobertura não é nem gloss como a da Jouer e nem colorida como os Diamond da Lime Crime (que mixa cor de fundo + brilho). O Sereismo tem só pérolas e não tem fundo colorido. É fundo transparente com pérola. Nesse caso similar a cobertura da Jouer, porém a da Jouer é glossy e a nossa fica mais sequinha (se você usar os dedos principalmente, assim como os Diamonds). Deu pra entender? Rsrs! É uma criação especial.

Sereismo Gold e Sereismo Rose Gold! @sereismo ❤️ Dá pra usar de iluminador facial, sombra e cobertura de batom!

Uma publicação compartilhada por Bruna Tavares (@brutavaresppf) em

Não sei o valor ainda porque a fábrica esta calculando (creio que menos que 40 reais)! Não vai ser o preço de um batom líquido porque vai 10 vezes mais pérola que um batom metálico! É pura pérola! Mas como sempre estamos trabalhando no melhor valor pra vocês. Também teremos batons líquidos, mas quero fazer cores diferentes, azul, verde, cinza e por aí vai, mas também trazer uns neutros com aquela cara de praia. Olha só as primeiras cores aprovadas de batom líquido e top-coat Sereismo:

SEREISMO-MAQUIAGEM-01

5 batons e 5 coberturas 3×1 (pele, olhos e lábios)! De baixo pra cima:
Mirella/Liban/Madison/Ondine/Syrena
E as coberturas Sereismo Rose Gold/Sereismo Madrepérola/Sereismo Gold/Sereismo Aqua/Sereismo Lilac 🐚
Felicidade e amor definem! ✨✨✨

E vai ter muito mais produto, desenvolvemos um isotônico pra pele (uma mistura de água micelar com tônico e água termal, é uma coisa doida diferente que bolamos rsrs). Vai ter também spray para os cabelos, paleta de sombras, iluminadores e por aí vai. Vai ser uma linha completa com muitas cores e diversidade! Mas como de costume vamos começar pelos lábios porque é a parte mais fácil pra gente desenvolver, e vamos começar de cara com as coberturas, ok?

Essa linha vai trazer embalagens mais diferentes e por isso talvez seja a minha linha mais cara, mas não tinha como fazer sereismo e manter tudo muito básico. Mas ainda assim vai ser aquele preço mais acessível, ok? Vai ser uma coleção T.Blogs, vai vender só online porque precisa sair de fábrica pro preço ficar mais acessível, se vai pro lojista infelizmente aumenta. Agora o legal é que ainda este ano a T.blogs vai começar a ter quiosques pelo Brasil, então em breve vamos poder comprar T.blogs também em espaços físicos! ✨✨✨

Se tudo caminhar lançamos a marca entre maio e junho! Agora é torcer pra nada atrasar!

Essa coleção é a vitória da diversidade. A vitória de quem ama sereiar, amar e se encantar 💙

Espero que vocês tenham gostado! E vem com a gente (comigo e com a Cami!) pra viver mais esse sonho! <3





Bruna Tavares





28
abr
A lenda do boto cor-de-rosa

A gente encerrou os resumos da novela A Força do Querer, mas não significa que a novela deixará de ser pauta, não é mesmo?! Prova disso é que, hoje, trago a vocês a lenda do boto cor-de-rosa, uma figura citada na obra de Glória Perez no qual a personagem Ritinha, de Ísis Valverde, acredita ser filha.

Edinalva (Zezé Polessa), mãe de Ritinha, se envolvendo com o boto.

Edinalva (Zezé Polessa), mãe de Ritinha, se envolvendo com o boto.

O Folclore

Durante as festividades juninas nas noites de lua cheia, o boto se transforma em um rapaz muito atraente com as vestes brancas, irresistível e conquistador. No topo da cabeça, ele usa um chapéu para esconder o furo característico do cetáceo. Por esse motivo, sempre nas festas juninas, é comum pedir que se tire o chapéu para verificar se existe um furo na cabeça dos rapazes.

Essa é a versão mais popular da transformação. Em algumas versões, o boto não chega a sair do riacho, mantendo a forma de boto da cintura para baixo, como um tritão. O boto atrai a mulher mais bonita da festa e a leva para o fundo do rio, onde a engravida e depois retorna a forma de boto, deixando a moça com um filho. Por esse motivo, as crianças que possuem pai desconhecido nesta região são conhecidas como filhos do boto (assim como a Ritinha na novela).

botocorderosa_01

Faz parte da tradição dizer que, na forma humana, o boto tem sempre uma espada à cintura. Quando acaba o encanto, descobrimos que todos os acessórios que ele usa são habitantes das águas: a espada é um peixe poraquê, o chapéu é uma arraia, o sapato é um peixe cascudo ou bodó, e o cinto é um peixe arauaná.

Aparentemente, a lenda sobre o boto só surgiu no Brasil depois do século XVIII. Mas, na mitologia dos índios tupis, há um deus, o Uauiará, que se transforma em boto. Esse deus adora namorar belas mulheres.

Uauiará representa o variante masculino da Iara (Mãe-d’Água), que também é dona de um poder de encantamento e sedução (leia mais sobre a Iara aqui!). Uauiara simboliza o elemento água, dentro da qual vive. Ele transforma-se em homem e atinge o estado de manifestação dos poderes secretos, trazidos das profundezas do seu elemento.

Apesar disso tudo, o boto, ou Uauiara, também é conhecido por ser uma espécie de protetor das mulheres. Muitas pessoas dizem que, em embarcações que naufragaram, o boto aparece empurrando as mulheres para as margens do rio, a fim de evitar que elas se afoguem.

botocorderosa02

Curiosidades

Não é a primeira vez que Glória Perez menciona a lenda do boto cor-de-rosa em suas obras. Na novela Amazônia, de 2007, Giovana Antonelli viveu Delzuite. A personagem era noiva de Viriato e se apaixonou por Tavinho, de quem engravidou. Para proteger sua honra, disse estar grávida do boto.

botocorderosa_giovannaantonelli 

Todos esses mitos fazem com que o boto seja conhecido pela sedução e a influência nos humanos. Dos olhos do boto faz-se um amuleto para dar sorte no amor; do órgão genital das fêmeas faz-se um perfume que as mulheres usam no corpo para atrair os homens; do órgão genital dos machos é feito perfume para os homens atraírem as mulheres. Por fim, das nadadeiras são feitos remédios, além de uma infinidade de outras aplicações. Em Belém do Pará existe um vasto acervo amoroso, onde estão em exposição todos os amuletos originários do Boto.

Diferenças Boto x Golfinho

Na escola é comum ensinar que o boto é de água doce, enquanto o golfinho é de água salgada. De acordo com o biólogo Marcos César Santos, coordenador do Projeto Atlantis, que luta pela preservação desses animais, essa diferença não existe. Os golfinhos são animais da ordem dos cetáceos e eles se subdividem em duas famílias:

O nome boto ganhou força na região norte do país para nomear o pequeno cetáceo encontrado na região amazônica. O boto-cor-de-rosa é o maior dos golfinhos fluviais, com os machos atingindo 2,55 metros.

botogolfinhos

Espécie Ameaçada e Turismo

No Brasil, existem duas espécies de cetáceos e ambas estão ameaçadas de extinção. O boto cor-de-rosa (ou boto-vermelho) e o tucuxi, encontrados na Bacia Amazônica. A população dos cetáceos na região vem diminuindo, pois muitas vezes o boto fica preso em rede de pesca ou é atropelado por embarcações. Apesar de não ser uma carne usada no consumo humano, a pesca ilegal gera lucro através do uso da carne como isca na pesca da piracatinga, um bagre amazônico vendido erroneamente como pescadinha. Os pescadores extraem cerca de 15 toneladas de piracatinga por ano e quase 90% da isca que utilizam é carne de golfinho rosado. A pescadinha é muito consumida na Colômbia e no Japão, por esse motivo, o uso da carne de boto como isca vem sendo o maior problema que a espécie enfrenta.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) publicou o Plano de Ação Nacional (PAN) para conservação de mamíferos aquáticos. Destas ações, 15 são voltadas apenas para o boto cor-de-rosa. Dentre as ações, está incluso o controle do comércio estadual e internacional da piracatinga. As ações vêm sendo cumpridas, mesmo assim está previsto uma diminuição de 50% na população dos botos pelos próximos 30 anos.

Outro problema que o boto-cor-de-rosa enfrentava, além da pesca ilegal, era o turismo. O PAN conseguiu regulamentar a interação do boto com visitantes, como aconteceu no Parque Nacional de Anavilhanas. Esse tipo de turismo é incentivado pelo ICMBio, pois antes desta medida, os turistas alimentavam o boto sem nenhum tipo de controle. Os botos estavam ficando obesos e as pessoas se aproveitavam para montar e fotografar. Até mesmo bebidas alcoólicas eram disponibilizadas ao botos.

Hoje em dia há flutuantes com instrutores treinados. Os turistas podem nadar com os botos, há horários definidos e os instrutores alimentam o boto em uma quantidade reduzida, para que ainda seja necessário que o animal vá a caça. A área é demarcada com boias para impedir o avanço de embarcações, no entanto, os botos ficam livres. Os visitantes se dividem em grupos e assistem uma apresentação sobre as duas espécies locais: o boto cor-de-rosa e o tucuxi.

botocorderosa03

Assim como ocorre no Projeto Tamar, o turismo sustentável ainda gera renda local aos flutuantes, hotéis e comércio, além da informatização da população local e dos pescadores. É também uma maneira de gerar renda e desincentivar a pesca ilegal.

Esperamos que toda essa atenção da novela ajude nos projetos de preservação da espécie!

botocorderosa04

Por Camila Piccini