27
mar
Veja como ficaram as letras das canções do musical da Broadway A Pequena Sereia

Nesta sexta-feira, dia 30, é a grande estreia do musical da Broadway A Pequena Sereia, em São Paulo. Apesar de ser da Disney, as músicas sofreram alterações e nós trazemos com exclusividade as novas letras para você saber tudo de cor quando for assistir a peça e cantar junto com o elenco <3

Fabi Bang é a nossa Ariel BR na versão nacional do musical A Pequena Sereia da Broadway (Foto: Rique Azevedo)

Fabi Bang é a nossa Ariel BR na versão nacional do musical A Pequena Sereia da Broadway (Foto: Rique Azevedo)

“Parte do Seu Mundo” se tornou “Meu Lugar”, com a mesma melodia mas uma letra completamente nova. E por que a música não pode ser a mesma do filme, se no musical dos Estados Unidos nada disso foi alterado? Bom, como tudo que vem pra cá tem que ser traduzido, as produções devem negociar com os versionistas daquela época, então por mais que a peça seja oficial, para facilitar, as montagens nacionais costumam criar suas próprias versões das canções (isso acontece com todo musical que ganha adaptação nacional).

SAO PAULO - SP / 21.03.2018 / MUSICAL A PEQUENA SEREIA / CADERNO 2 Ensaio do musical 'A Pequena Sereia', com Fabi Bang no papel da sereia Ariel e Lucas Candido como Linguado. O espetaculo estreia no teatro Santander no proximo dia 30. FOTO AMANDA PEROBELLI/ESTADAO

SAO PAULO – SP / 21.03.2018 / MUSICAL A PEQUENA SEREIA / CADERNO 2 Ensaio do musical ‘A Pequena Sereia’, com Fabi Bang no papel da sereia Ariel e Lucas Candido como Linguado. O espetaculo estreia no teatro Santander no proximo dia 30. FOTO AMANDA PEROBELLI/ESTADAO

MEU LUGAR

Neste lugar colecionei
Todas as coisas que eu encontrei
Quem olha pode pensar:
Conquistei o que eu quis

Tudo o que achei dentro do mar
É um tesouro com algo a contar
Quem olha em volta, supõe:
Sim, ela é feliz!

Tenho coisas por todos os cantos
Traquitanas e trecos demais
Eu parei de contar, tenho tantos
E daí? Tanto faz, quero mais!

Quero saber como os homens são
Quero aprender como eles dançam
Como é pular num só…
Como eles dizem?
Ah, pé!

Caudas são feitas só pra nadar
Mas quem tem pernas caminha e dança
E sempre correm atrás
Do que o coração quer

Onde tem sol
Onde tem ar
Onde é normal
Correr e dançar
Sinto que lá posso encontrar
O meu lugar

Quero saber como é viver
Onde o sol brilha
Topo pagar o que custar
Pra acontecer

Lá, pode crer, vão me entender
Lá um pai sabe ver que a filha
É ousada e cansada de obedecer

Lá eu vou saber tudo o que eu quiser
Minhas perguntas terão respostas

Como o fogo
Que traz calor
Traz também dor

Faço o que for pra me tornar
Parte do mundo acima do mar

Quem sabe lá
Posso encontrar
O meu lugar?

MEU LUGAR – REPRISE

Quero poder viver com você
Quero lutar pra estar ao seu lado
Quero acordar e encontrar o seu olhar

Onde tem sol
Onde tem ar
Onde nós dois podemos dançar
Quando te olhei
Eu encontrei
O meu lugar

Não sei dizer como ou porque
Mas eu já sinto algo nascer
Pode escrever
É com você
O meu lugar

Como o tema de Ariel já tem duas letras brasileiras devido a redublagem que o filme teve em 1998, essa fica sendo a terceira! Como faz pra decorar tudo e não se embaralhar? kkkk Assista abaixo as duas versões do filme, a original de 1989 por Gabriela Ferreira e a de 1998 por Kiara Sasso (saiba mais clicando aqui!).

A música do Sebastião, Aqui no Mar, virou No Nosso Mar e as mudanças não são tão “drásticas”. Na voz de Tiago Abravanel, ela continua sendo um tema bem contagiante, cheio de referências a peixes que vivem em nossas águas e instrumentos musicais tradicionais.

Fabi Bang (Ariel) e Tiago Abravanel (Sebastião)

Fabi Bang (Ariel) e Tiago Abravanel (Sebastião)

NO NOSSO MAR

As algas são bem mais verdes
Nas águas de outro mar
A terra parece um sonho
Mas vai te desapontar
Percebe esse mundo incrível
Com tanto pra oferecer
O mar é irresistível
Que mais que você quer ter?

No nosso mar
No nosso mar
O mundo aquaso é mais gostoso, pode apostar
Lá eles ralam sem parar
Não sobra tempo pra gastar
Enquanto a gente nada contente no nosso mar

Os peixes no balneário são livres pra ir e vir
Mas se eles vão pra um aquário jamais voltam a sorrir
Alguns tem até mais sorte, só servem pra aparecer
Mas quem for apetitoso vai pra um prato com dendê

No nosso mar
No nosso mar
Não tem surpresa
Nem milanesa para o jantar
Quem vai querer sair daqui pra ser casquinha de siri?
Sinta a alegria da maresia no nosso mar

No nosso mar
No nosso mar
Entre na cola dessa marola e vem dançar
Nem a arraia e o (?) fogem da raia da canção
Vem na levada da batucada no nosso mar

Já tem acará tocando ganzá
Já tem bacalhau no seu berimbau
Já tem lambari no seu caxixi
E o cação no seu violão

Tem tucunaré tocando afoxé
Tem tetra-neon no acordeão
Tem peixe arlequim no seu tamborim
Salmão no seu pistão

No nosso mar
No nosso mar
Quando o cardume sobe o volume é pra cantar
A vida lá é tão sem sal
No nosso mar nós temos coral
Tem o molejo do caranguejo no nosso mar

Vem na atoada do peixe-espada
Vem no gingado do namorado
E a corrente fica mais quente
Pode ter lama
Mas não tem (?)
No nosso mar

Outra música famosa interpretada por Sebastião é Beije a Moça, que agora se chama Um Beijo Seu.

apequenasereiabwaybr03

UM BEIJO SEU

Ela é linda
Veja a luz do seu olhar
Não é muito de falar
Mas exala um encanto
E sem perceber você quer se envolver
Só falta um beijo seu

Não se engane
Ela mexe com você
Há um jeito de saber se ela sente o mesmo
Não precisa ouvir
Só precisa agir
Dá logo um beijo seu

Sha lalá não sei, não
Cadê a emoção
Só falta um beijo seu
Sha lalá não vai dar
A chance vai passar
Sem esse beijo seu

Sob a lua
Tudo pode acontecer
Não há tempo a perder
A hora é agora
Tente se arriscar
Ela só vai falar depois de um beijo seu

Sha lalá vai sem dó
Ela precisa só
Ganhar um beijo seu
Sha lalá dá pra ver
Que ela quer saber
Como é um beijo seu

Sha lalá vai rolar
É só você chegar
E dar um beijo seu
Sha lalá a canção
Tocou seu coração
E pede um beijo seu

Dá logo um beijo seu
Só falta um beijo seu

A música tema de Úrsula, interpretada no musical pela premiada Andrezza Massei, de “Corações Infelizes” virou “Escravos da Dor”. A personagem ainda insere em suas falas várias gírias atuais como “bofe” e faz referência ao “bela, recatada e do lar”.

Foto por Caio Gallucci

Foto por Caio Gallucci

ESCRAVOS DA DOR

Eu confesso que eu era uma peste
Não a toa me chamavam bruxa má
Mas eu juro que eu mudei
Na fé eu encontrei a força pra me reabilitar
Eu? Sim!

E por sorte entendo um pouco de magia
É um dom que eu dedico só pro bem
E não vale me gongar
Eu uso pra ajudar
Os coitados, infelizes, sem ninguém

Eles são meus escravos da dor
Pra que sofrer?
Uma quer perder o peso
O outro quer desencalhar
Se eu ajudo? Pode crer

São meus escravos da dor
Pra que chorar?
Eles correm pro meu colo
E gritam Ai vem me ajudar
Se eu ajudo? Só chamar

Mas já teve uma vez
Que o calote de um freguês
Me obrigou a torturar o traidor
Mas não podem reclamar
É Deus no céu e eu no mar
Para os meus escravos da dor

Os homens não suportam tagarelas
Garota fofoqueira é uó
E não vai desencalhar
Ficando só de blablablá
Então já sabe
Fecha o bico que é melhor

Amor, o peixe sempre morre pela boca
Que bofe que aguentar escutar?
Mas vai dar seu coração
Se a moça em questão
For bela, recatada e do lar

Agora minha escrava da dor
Vamos lá, cá pra nós
Eu não faço hora extra
E a fila tem que andar
Dou meu preço
A sua voz

Não seja escrava da dor
Não tem porque
Tudo em volta tem seu preço
Todos tem o seu valor
O contrato ta na mão
É a sua chance pro amor
(Já mordeu a isca da mamãe)

Te livre do horror
De ser escrava da dor

Já havíamos adiantado nesse post sobre o musical que as canções ganhariam um toque brasileiro, e realmente, só pelas letras a gente percebe que é bem BR mesmo, chegando até a ser informal demais.

E vocês, o que acharam? A Pequena Sereia fica em cartaz até o dia 29 de julho, no Teatro Santander, em São Paulo. As sessões acontecem de quinta e sexta às 21h, sábados às 16h e às 20h e aos domingos às 15h e às 19h. Compre ingressos aqui!





Camila Gomes





19
mar
As sereias e seus espelhos

Existem dois objetos que há muitas eras são associados as sereias: o pente e o espelho. Já falamos sobre o pente nesse post aqui, agora viemos contar sobre o espelho.

Espelho de sereia conchas sereismo naturaltati

Ao longo da história, o espelho veio ganhando significados e importância em várias culturas. Vai muito além de um objeto de decoração em casa. Bem posicionado, segundo o Freng Shui, o espelho pode afastar energias ruins do nosso lar.

Cena do filme Mr. Peabody and the Mermaid (1948)

Cena do filme Mr. Peabody and the Mermaid (1948)

Admirar a própria imagem começou a ser uma prática feita através da observação do próprio reflexo na superfície da água cristalina. Observar a si mesmo, tentar dialogar com a própria alma, além da figura externa das nossas expressões, o espelho tem o poder de revelar os sentimentos que brotam no interior do nosso ser.

espelho-sereismo-02

O espelho tem o seu significado associado a pureza, a verdade e a sinceridade. Observar a própria imagem em momentos de dúvida, tristeza ou  alegria durante alguns segundos, olhando dentro de nossos próprios olhos é um exercício maravilhoso, indescritível. Esta auto-observação nos permite encontrar respostas. E as Sereias sabem disso!

ensaiosubaquatico_byrapha (9) editado2

Camila Gomes por Raphaella Guimarães (2017)

O  espelho é um elemento poderoso e seu aliado. Elas têm uma boa relação com o ato de observar a própria imagem. Já passaram da fase de aceitação, gostam de admirar as suas características, independentes de como são, e conhecem os seus encantos.

Mermaids sea mirror sereismo

Usam também o espelho para para enxergar o que está além das feições exteriores. Olham o interior, pois afinal a beleza das Sereia vem da alma e é isso que transmite a autoconfiança.

camilagomes_espelho_fotoporcamilasoutto2014

Camila Gomes por Camila Soutto (2014)

Ter amor próprio e ser segura de usar o cabelo do jeito que quiser, a maquiagem,  a roupa, ter atitude! Levar o corpo que tranporta a nossa alma com o tipo físico que nos foi concedido para tomar sol, sentir o sal da água, as ondas, a névoa da maresia. Em satisfação plena consigo, sem receios… Amando a si mesma!

Camila Gomes por Kaleo Gradilone (2016)

Camila Gomes por Kaleo Gradilone (2016)

Portanto, faça deste objeto mágico o seu amigo, assim como as sereias. Ame a sua imagem e perceba a Sereia maravilhosa que existe em ti, o tritão incrível que você é! Com todas as suas características que são únicas e especiais através do cuidado e auto-observação.

Por David Delamare (leia mais)

Por David Delamare (leia mais)

Esses são os ensinamentos das musas das águas…

Sereismo sereia espelho

Por Tati Bello










13
fev
Pontos de mergulho no Brasil e minha primeira vez na atividade, por Camila Piccini

Nós já fizemos um post aqui sobre mergulho, onde falando um pouco sobre evolução de trajes, apnéia e tudo que envolve um passeio no fundo do mar. Entretanto, eu de fato nunca havia mergulhado antes, mas isso mudou no final do ano passado e foi uma experiência INCRÍVEL. Fui a Porto Seguro em outubro e, no hotel, a agência de viagens ofereceu como passeio o mergulho (e eu estava muito triste de não ter feito em Arraial do Cabo, onde fui anteriormente, pois o dia não estava claro e isso interfere na visibilidade da água). Quando vi os dias de sol que estavam por vir, já tinha decidido minha resposta antes deles terminarem de falar. Como meu passeio era pela manhã, eles me indicaram tomar um café da manhã com muitas frutas e proteínas, pois era importante eu estar bem alimentada, mas que também evitasse coisas pesadas para não passar mal.

Uma van nos levava ao ponto de mergulho, e neste tempo deu para eu conhecer quem estava me acompanhando. Ao chegar no barco, tinha muitas outras pessoas que também não sabiam nadar, como eu, porque na verdade isso não é uma exigência para o mergulho recreativo acompanhado por instrutores. Durante a viagem de barco que nos deixaria no local de mergulho, eles nos explicaram a dinâmica da atividade, a comunicação e os “truques”. A começar que o mergulho é realizado com um mergulhador certificado pela PADI levando, no máximo, duas pessoas. A cada metro que você desce, o instrutor te faz um sinal para baixo e você responde com um OK com as mãos, se estiver tudo bem. Caso não se sinta à vontade, você aponta para cima, se preferir subir. Essa foi a parte mais difícil, porque meu cérebro entende que ok é joinha, então eu falava “vamos subir” ao invés de “tudo bem”, e o melhor é que não fui a única, rs.

camilapiccini_mergulho01

Como a pressão da água é diferente, você acaba sentido uma pressão no ouvido, e a todo momento do mergulho você pode fazer a Manobra de Valsalva, que nada mais é que apertar o nariz e tentar soltar o ar por ele (eu faço isso sempre que vou de Santos para São Paulo, a subida da serra também faz pressão).

Se entrar água na sua máscara, você segura a máscara na testa e respira pelo nariz, dessa forma o ar expulsará a água. Caso sinta dificuldade em realizar qualquer um desses procedimentos, você avisa o instrutor apontando para o local do problema; se for na máscara para o rosto, se for no ouvido aponta para o ouvido e assim por diante, e faz aquele sinal com a mão de “mais ou menos”, que em “mergulhês” significa problema.

camilapiccini_mergulho03

Então o instrutor começa a explicar como é usar o respirador. Você respira fundo, deixa o ar ir para o seu pulmão e solta. Ele inclusive conta que as pessoas ficam muito desesperadas quando solta o ar, por causa das bolhas. E eu pensei: “quem vai ficar desesperado com isso?”. Adivinha qual foi minha reação quando vi o tanto de bolha que solta?

mybubbles

Assim que chegamos ao destino, todo mundo já coloca a roupa de neoprene e você deve ficar no barco esperando sua vez. Eles disponibilizam snorkel com respirador para quem quiser pular na água, e também rola ficar no barco aproveitando a bela vista de estar no meio do oceano ou tirar mais dúvidas com a tripulação.

camilapiccini_mergulho02

Eis que chegou a minha vez. Basicamente você senta e eles te equipam, é como ser um nobre do reino das águas claras, porque você não mexe em nada. Um dos mergulhadores fica na sua frente no seu primeiro contato com um respirador ligado a um cilindro. É oxigênio, então faz barulho, e quando você está prestes a mergulhar, você se sente assim:

Depois que você pega o jeito, é só dar um passo e cair na água. O mergulhador fica lá até você sentir segurança de descer. No começo, eu respirava muito rápido e não sentia o ar, e ele me disse que eu só precisava respirar mais devagar. Assim que você afunda, tudo fica mais leve. O profissional vai te conduzindo e se você quiser, nem bater a perna precisa. O braço também fica junto ao corpo, para não afastar os peixes. Conforme você vai descendo, você começa ver uma variedade de corais imensa, todo aquele roxo vivo cercado de uma imensidão azul. Foi neste momento que entrou água na minha máscara, porque eu chorei.

As fotos são pagas à parte, ou quem tem máquinas à prova d’água pode levar também. 

camilapiccini_mergulho04

Depois dessa experiência, sempre planejarei férias em locais que são pontos de mergulho, porque foi uma sensação maravilhosa e muito emocionante. O litoral brasileiro é bem extenso e cheio de pontos incríveis, com as mais variadas espécies de corais e animais. Vocês podem entrar em contato direto com profissionais certificados para terem essa experiência. Confiram abaixo uma lista dos pontos de mergulho mais procurados:

pontosdemergulhomapa

  • Santos (SP) Ir até Porto Seguro para descobrir que a minha cidade natal possui um dos pontos mais famosos do Brasil foi, no mínimo, engraçado. Os mergulhos acontecem no  Parque Estadual Marinho da Laje de Santos e possuem uma diversidade de vida marinha fascinante.
  • Arraial do Cabo (RJ) Arraial é o local do litoral do Rio de janeiro que mais se destaca na hora de se pensar em mergulho. Em suas 35 ilhas de descida não é necessário longos períodos de navegação (vantagem para quem enjoa). Arraial do Cabo também possui náufragos, além de uma fauna diversa.
  • Guarapari (ES) Além das mais rica biodiversidades do Brasil, com 220 espécies identificadas, outros pontos muito procurados para mergulho nas águas capixabas são os náufragos Bellucia (em 1903) e Victory 8B (em 2003).
  • Abrolhos (BA) O arquipélago de Abrolhos fica à duas horas de distância da cidade Caravelas e apresenta uma rica formação de corais. O mergulho também pode ficar mais interessante, pois baleias jubartes costumam nadar por perto.
  • Fernando de Noronha (PE) Quem nunca ficou viu uma matéria sexta à noite sobre Golfinhos e se imaginou em Fernando de Noronha? A ilha é considerada o melhor lugar do Brasil para se fazer mergulho, não só pela diversidade de vida marinha, mas pela visibilidade e temperatura da água.
  • Bonito (MS) Nem só quem está perto do mar que pode praticar mergulho. Os mergulhos em Bonito unem a prática a rapel, proporcionando um roteiro de aventuras. O mergulho em cavernas da cidade é considerado o maior roteiro de mergulho fluvial do país.
guarapari_espiritosanto

Guarapari (ES)

bonito_matogrossodosul

Bonito (MS)

Só de ler sobre esses lugares já me desperta a vontade de conhecer o país que temos debaixo d’água. Vocês já mergulharam ou tem vontade de realizar essa prática?

FALANDO NISSO…

No início do mês a Folha de S.Paulo publicou uma matéria sobre a suposta proibição de monofins por parte do Inmetro. Fomos procuradas para entrevista por causa do nosso post que desmistifica o perigo do acessório (na verdade, o perigoso é usa-lo sem responsabilidade, sem treino e sem supervisão). Também estão na matéria a sereia profissional Mirella Ferraz e o Tritão Ph (em destaque na foto). Clique aqui para ler a reportagem na íntegra.

camilapiccini_monofin

Minha primeira vez com a monofin – Flutuando plena!

Por Camila Piccini