12
set
Dicas para festas com tema Fundo do Mar

Festas são grandes eventos e, hoje em dia, não somente as festas de criança costumam ser temáticas. As comemorações se estenderam para adultos e até mesmo em chás de bebê. É o momento de soltar a criatividade e deixar a decoração mais divertida. Mas festas podem ser muito caras e contratar uma decoração completa pode acabar ficando de lado. Muita gente acaba improvisando na hora de montar a mesa ou de organizar a festa. Eu sou apaixonada por festas temáticas e separei algumas dicas para quem quiser completar os aninhos com um tema de fundo do mar.

dicasdefestas20

CONVITE

Com os eventos do Facebook, enviar um convite físico é uma prática cada vez mais deixada de lado. Mas há quem goste de fazer para guardar de lembrança ou até para convidar aquela tia que não usa Facebook. Cortar uma cartolina no formato de cauda ou de concha é uma maneira prática e bem fácil de fazer. Você só precisa de um molde que pode ser desenhado por você ou encontrar o desenho na internet. Para adornar o convite, glitter ou papel colado em formato de escama deixa o convite tão bonitinho que você vai acabar guardando um para você.

dicasdefestas

dicasdefestas01

PAINEL DE FUNDO

A decoração de uma festa fica majoritariamente em torno da mesa do parabéns, e o primeiro elemento a ser notado é o painel de fundo, para depois reparamos nos detalhes da mesa. De qualquer forma, o painel e a mesa tem que estar em sintonia. Um painel muito poluído pode ofuscar a mesa, enquanto deixar sem nada pode ficar sem graça. A primeira coisa é delimitar o espaço do painel, algo que consiga dividir o que é parede e o que é decoração. Quando eu era criança, isso normalmente era feito com arco de bexigas. Para quem não sabe fazer esses arcos, colar a bexiga no fundo também deixa super bonito e diferente. Ainda dá pra fazer com vários tons de azul para simular o nosso oceano.

dicasdefestas03

dicasdefestas04

Um alternativa usada no programa da GNT Fazendo a Festa foi um painel de fundo feito em pallet. Eles pintaram de azul a parte que ficava atrás da mesa e as laterais de bege para ficar meio areia. O nome do aniversariante ficou exposto em bandeirinhas e redes foram usadas para enfeitar o fundo. Bem simples e fácil de fazer.

dicasdefestas05

Quem não gosta de colocar o nome, só a silhueta de uma sereia deixa tudo bem bonito! Nesta festa abaixo, o fundo foi feito com cartolina em círculos para simular escamas.

dicasdefestas02

MESA E DOCINHOS

Todo mundo sabe que o mais importante da festa é o brigadeiro, então chegamos na parte mais importante desse post: os docinhos. As mesas decoradas contam muito com a ajuda de docinhos que, além de gostosos, estão cada vez mais fofos. Na mesma festa mostrada pelo programa da GNT, colocaram os docinhos como se fossem cascos de tartarugas feitas de biscuit. Como eu sou apaixonada por tartarugas, não poderia amar mais a ideia.

dicasdefestas06

Para quem gostou da ideia de tartaruga, mas não consegue achar o biscuit, ainda temos nosso velho e gostoso chocolate Tortuguita. Dá pra fingir que elas acabaram de nascer usando ovos quebrados. Essa “areia” é paçoca amassada, mas também dá pra fazer com açucar mascavo.

dicasdefestas07

Esses caranguejinhos abaixo foram feitos com aquelas doces açucarados e palito, enquanto o macarron foi adaptado para parecer uma ostra com pérolas. Lembrando que, para uma mesa ficar bem disposta, os docinhos que ficam no fundo tem que ser mais altos e podem ficar em cima de uma bandeja. Já os que ficam na frente não precisam de altura para não tampar o que está atrás. Nesses enfeites da frente dá pra fazer cookies em formato de estrelas-do-mar e outros elementos marinhos, pois eles serão vistos de cima. Enquanto os que forem posicionados mais ao fundo, pode ser algo que fique melhor visto de frente, como os tubetes cheios de balas coloridas, que é só enfeitar o tubinho e ainda funcionam de lembrancinha para as crianças.

dicasdefestas08

dicasdefestas09

dicasdefestas10

Quem não tem muita paciência de enrolar doces, da pra colocar em um potinho e encher os docinhos de tags.

dicasdefestas11

BOLO

Nós já fizemos um post sobre bolos de sereia aqui, mas vamos falar da disposição na mesa. Respeitando a altura, os bolos costumam ter mais de um andar para sobressair na mesa, afinal o grande momento é o bolo do parabéns. Os bolos mais altos costumam ser colocados diretamente na mesa e eles podem até ter um formato mais sugestivo.

dicasdefestas12

dicasdefestas13

Ou você pode optar por um bolo de um andar e deixar ele mais alto com um suporte. Tem até como fazer um  “tema” dentro do bolo, enfeitar o suporte com o “fundo do mar” ou usar forminhas simulando escamas.

dicasdefestas14

E como somos muito fãs da Disney, olhem essas velas da Moana e da Pequena Sereia:

dicasdefestas15

CENTROS DE MESA

Os centros de mesa vem sendo cada vez mais esquecidos, mas há quem ainda faça muita questão deles. Eu, particularmente, não gosto quando eles são altos, pois acaba tampando as pessoas na mesa e os enfeites são removidos para as pessoas conversarem. Também não é legal um que seja leve, porque ele acaba voando se tiver ventando no local. Como o tema é fundo do mar, dá pra achar facilmente um enfeite baixinho e pesado para incrementar ainda mais a festa. Vidrinhos de aquário cheio de areia com estrelas são super rápidos e simples de fazer. Entretanto, em caso de festa de criança, eu removeria a vela para evitar acidentes. Pintar um pote com tinta metálica também é uma opção bem fácil e fica muito bonito.

dicasdefestas16

ROUPA

No carnaval eu fiz um post sobre como fazer um top de sereia e algumas ideias de fantasia (relembre aqui). Nós também já falamos da silhueta sereia aqui, que também serve como dica para quem quer ser a perfeita sereia na festa. No caso de criança, é importante ela se divertir na própria festa, então se a roupa envolve uma saia muito comprida, que não deixa ela correr, é melhor colocar só na hora do parabéns para tirar foto e não irrita-la. As sainhas de tule são super fofas e deixa a criança mais à vontade, uma ótima opção.

dicasdefestas17

A pequena North West, primogênita da Kim Kardashian, e sua prima Penelope, quiseram ficar de cauda no aniversário sereia. Depois, elas acabaram colocando uma cauda móvel:

dicasdefestas18

DIVERSÃO

Em tempos de Instagram, as selfies são uma forma de diversão para todas as idades. Já não é de hoje que, entre as opções de diversão em festas, são as plaquinhas para as pessoas tirarem fotos.

dicasdefestas19

Resumindo: dá pra fazer muita coisa com esse tema! Desde uma festa mais lúdica até uma mais sofisticada. No fim das contas o importante é reunir os amigos e deixar claro o amor pelo fundo do mar. Vejam mais algumas inspirações:

dicasdefestas21

dicasdefestas22

dicasdefestas23

Posts relacionados:

Por Camila Piccini










4
set
Campanha para o livro Mermaids Of Earth

O dinamarquês Philip Jepsen, inspirado pela história vinda de sua terra natal, A Pequena Sereia, resolveu criar um livro com imagens de estátuas de sereias ao redor do mundo, mas para lança-lo, ele conta com a ajuda de amantes de sereias de todo o globo.

mermaidsofearth_livro

Mermaids Of Earth reúne belíssimas fotos de 160 estátuas de sereia, juntamente com fatos e lendas. Todos que ajudarem com o projeto irão receber uma cópia até dezembro desse ano. Faltam 14 dias para a campanha terminar, então se você quiser um exemplar, é só acessar a página do livro na plataforma Kick Starter e colaborar com qualquer quantia a partir de 5 dólares.

Acapulco, Mexico

Acapulco, Mexico

Anfitrite em Grand Cayman Island

Anfitrite em Grand Cayman Island

Escocia (Foto por Astra Bryson)

Escocia (Foto por Astra Bryson)

Lituania (Foto por Gareth Parkes)

Lituania (Foto por Gareth Parkes)

Yemanja em Barra Velha (Foto por Elaine Schug)

Yemanja em Barra Velha (Foto por Elaine Schug)

O livro já conta, também, com um site oficial montado pelo autor, onde ele reúne várias outras informações sobre sereias, como uma lista de lugares onde podemos encontrar estátuas de sereias, loja de caudas e acessórios, poemas e arte.

Jeju Island, Coreia do Sul (Foto por Cheryl Chan)

Jeju Island, Coreia do Sul (Foto por Cheryl Chan)

Praia da Sereia, Vila Velha (Foto por Walter Rozindo Jr)

Praia da Sereia, Vila Velha (Foto por Walter Rozindo Jr)

Songkhla, Tailândia

Songkhla, Tailândia

Réplica da estátua A Pequena Sereia da Dinamarca em Brasília (Foto por Eric Royer Stoner)

Réplica da estátua A Pequena Sereia da Dinamarca em Brasília (Foto por Eric Royer Stoner)

Achei interessantíssima essa iniciativa que borbulha cultura, e tô torcendo para que o autor consiga lançar a obra – que, por sinal, já arrecadou mais de 10 mil dólares; restam, então, 15 mil para alcançar a meta. Vamos ajudar? 😀

Aproveitando, relembre os posts que já fizemos sobre lugares com monumentos de sereia:





Camila Gomes





28
ago
As “Arieis” voluntárias do Brasil afora…

Quem acompanha o Sereismo sabe que eu, Camila, faço trabalho voluntário vestida como Ariel em um grupo chamado Princesas Caiçaras. Vez ou outra estou falando sobre e postando fotos. Como Ariel é um assunto muito popular por aqui e hoje é celebrado o Dia Nacional do Voluntariado, resolvi falar sobre outras “Arieis” que fazem o mesmo trabalho de coração pelo Brasil afora :)

arielvoluntaria_princesascaicaras_camilagomes

Começando com o BibidiBobidiTour que atua no interior de São Paulo, mais precisamente na região de Vinhedo. O grupo está na ativa desde 2015 e é administrado pela Giovana Melle Brandi. Além dela se vestir como Ariel para animar crianças carentes, a Gi também é uma entusiasta do oceano. Ela ama tudo que envolva o mar e conta que o público infantil sempre fica com os olhos brilhando quando ela balança a sua cauda. Seu objetivo é tentar devolver a magia e o sabor da infância para jovens em situações difíceis.

arielvoluntaria_bbt_giovana01

“A Duda (uma menina que conheci em um evento social) me ensinou o amor, amar as pessoas independente dos seus defeitos. Quando cheguei de Ariel para ela, ela logo perguntou se era peruca e eu disse que não, que eu era a Ariel de verdade. Ela acreditou fielmente e conversava comigo como se eu fosse a princesa mesmo. Até brigava com alguns garotinhos quando diziam que era peruca. Ela dizia: ‘Não é peruca, ela é a Ariel!’. Acontece que os garotos estavam insistindo tanto que eu usava peruca que um deles arrancou com tudo quando eu estava desprevenida. Assim, mostrando meu verdadeiro cabelo nada vermelho como o da sereia. Olhei para a Duda na mesma hora e os olhos dela estavam se enchendo de lágrimas. Então, me sentei com ela e expliquei que eu ainda era a Ariel que ela gostava. Ela aceitou imediatamente e continuou me chamando de Ariel ate o final da festa, mesmo com cabelo loiro. Ela me ensinou o amor de aceitar como a pessoa é! Crianças demonstram mais sabedoria que adultos às vezes.”

arielvoluntaria_bbt_giovana02

Também no interior de São Paulo existe o grupo Encantadas. Elas começaram realizando ações sociais no natal de 2015 e, no final de 2016, voltaram com tudo. Juliana Marcondes é a administradora e também representante da Ariel. Além do trabalho voluntário, ela é atriz e cantora.

arielvoluntaria_encantadas_julianamarcondes01

“Quando eu criei o projeto aqui na minha cidade, em inspiração as Princesas Caiçaras, eu não achava que iria mexer tanto comigo. Os momentos que mais me emocionam é quando a criança pede para cantarmos. Como o meu cabelo era pintado de vermelho (atualmente uso peruca), não restava dúvidas para elas de que eu era a Ariel verdadeira, então elas queriam ouvir a voz, e eu me lembro de cada olhinho brilhando enquanto eu cantava ‘Parte do seu Mundo’. Uma vez visitamos uma menina que tinha perdido a visão. Ela nos tocava e sentia todos os detalhes dos vestidos, e também cantamos para ela poder sentir que as verdadeiras princesas estavam ali. Cada vez que eu ouço ‘Olha, mãe/pai, é a Ariel’ meu coração sorri. São momentos únicos que só conseguimos viver quando nos entregamos de coração. Não basta apenas colocar mil vestidos de princesas, tirar algumas fotos e não se entregar de coração aos que realmente precisam de nossa ajuda. Esse projeto mudou a minha vida, mudou a vida de muitas crianças e, enquanto as pessoas não pensarem no próximo, ainda viveremos em um mundo egoísta. Mas felizmente nós, aqui desse post especial, existimos.”

arielvoluntaria_encantadas_julianamarcondes02

Já em Minas Gerais temos o Meu Mundo Mágico, criado em 2016 e administrado atualmente pelas amigas Jessy Nayra e Nadine Gurgel. Já passaram algumas “Arieis” por lá, mas atualmente quem representa a nossa princesa preferida é a Wal Monteiro. A designer gráfica tem talento único para cosplay, e é ela quem confecciona o seu próprio figurino – que, vale ressaltar, é um dos mais belos e profissionais que já vi. Em tempo: o grupo está promovendo evento beneficente VII Buffet de Tortas, assista aqui ao recado da Ariel convidando todos os mineiros a participarem.

arielvoluntaria_meumundomagico_walmonteiro01

“Sou cosplayer há muitos anos e sonhava em aliar o hobby ao trabalho voluntário. O sonho se tornou realidade ao ingressar no Meu Mundo Mágico! Fico extremamente emocionada com o carinho das crianças quando represento a Ariel! Adoro a receptividade e a curiosidade que a personagem desperta nas crianças por ser uma sereia que se tornou humana. Ela me encanta por sua doçura e determinação! Nos ensina que devemos correr atrás dos nossos sonhos e amadurecemos aprendendo com nossos erros. Quando perguntam sobre a cauda, digo ‘Você não assistiu meu filme? Eu agora tenho pernas e só viro sereia de novo se entrar na água’. Uma garotinha quis que pulasse na piscina para mostrar, haha! Outra fofura veio me dizer que eu era sua princesa favorita, que tinha uma boneca minha e até uma caminha para ela! Outro garotinho disse que eu deveria cantar todos os dias para os peixinhos… Cada contato com as pessoas que visitamos me enche de felicidade e gratidão!”

arielvoluntaria_meumundomagico_walmonteiro02

Trabalhos de mulheres fortes que inspiram! Essas Arieis e esses grupos, o voluntariado num geral, tem muito o que ensinar, muito além de fazerem a gente perceber o quanto somos privilegiados e o quanto devemos agradecer por esses privilégios. Nesse caso dos grupos de princesas, apesar de representarmos personagens que estão dentro de padrões, o que tentamos passar, também, é que esses padrões são os que devem ser derrubados. Não importa sua cor, sua origem, sua aparência. Você pode ser o que você quiser! Isso vale para sereias também, é claro. Faça o que te faz feliz, mas nunca deixe de ser você mesmo. Podemos nos caracterizar de mil personagens, mas o que nos torna únicos é a nossa essência. E se podemos incluir a felicidade do próximo na nossa felicidade, sem precisar pensar em sua autopromoção, então estamos no caminho certo <3





Camila Gomes