28
ago
As “Arieis” voluntárias do Brasil afora…

Quem acompanha o Sereismo sabe que eu, Camila, faço trabalho voluntário vestida como Ariel em um grupo chamado Princesas Caiçaras. Vez ou outra estou falando sobre e postando fotos. Como Ariel é um assunto muito popular por aqui e hoje é celebrado o Dia Nacional do Voluntariado, resolvi falar sobre outras “Arieis” que fazem o mesmo trabalho de coração pelo Brasil afora :)

arielvoluntaria_princesascaicaras_camilagomes

Começando com o BibidiBobidiTour que atua no interior de São Paulo, mais precisamente na região de Vinhedo. O grupo está na ativa desde 2015 e é administrado pela Giovana Melle Brandi. Além dela se vestir como Ariel para animar crianças carentes, a Gi também é uma entusiasta do oceano. Ela ama tudo que envolva o mar e conta que o público infantil sempre fica com os olhos brilhando quando ela balança a sua cauda. Seu objetivo é tentar devolver a magia e o sabor da infância para jovens em situações difíceis.

arielvoluntaria_bbt_giovana01

“A Duda (uma menina que conheci em um evento social) me ensinou o amor, amar as pessoas independente dos seus defeitos. Quando cheguei de Ariel para ela, ela logo perguntou se era peruca e eu disse que não, que eu era a Ariel de verdade. Ela acreditou fielmente e conversava comigo como se eu fosse a princesa mesmo. Até brigava com alguns garotinhos quando diziam que era peruca. Ela dizia: ‘Não é peruca, ela é a Ariel!’. Acontece que os garotos estavam insistindo tanto que eu usava peruca que um deles arrancou com tudo quando eu estava desprevenida. Assim, mostrando meu verdadeiro cabelo nada vermelho como o da sereia. Olhei para a Duda na mesma hora e os olhos dela estavam se enchendo de lágrimas. Então, me sentei com ela e expliquei que eu ainda era a Ariel que ela gostava. Ela aceitou imediatamente e continuou me chamando de Ariel ate o final da festa, mesmo com cabelo loiro. Ela me ensinou o amor de aceitar como a pessoa é! Crianças demonstram mais sabedoria que adultos às vezes.”

arielvoluntaria_bbt_giovana02

Também no interior de São Paulo existe o grupo Encantadas. Elas começaram realizando ações sociais no natal de 2015 e, no final de 2016, voltaram com tudo. Juliana Marcondes é a administradora e também representante da Ariel. Além do trabalho voluntário, ela é atriz e cantora.

arielvoluntaria_encantadas_julianamarcondes01

“Quando eu criei o projeto aqui na minha cidade, em inspiração as Princesas Caiçaras, eu não achava que iria mexer tanto comigo. Os momentos que mais me emocionam é quando a criança pede para cantarmos. Como o meu cabelo era pintado de vermelho (atualmente uso peruca), não restava dúvidas para elas de que eu era a Ariel verdadeira, então elas queriam ouvir a voz, e eu me lembro de cada olhinho brilhando enquanto eu cantava ‘Parte do seu Mundo’. Uma vez visitamos uma menina que tinha perdido a visão. Ela nos tocava e sentia todos os detalhes dos vestidos, e também cantamos para ela poder sentir que as verdadeiras princesas estavam ali. Cada vez que eu ouço ‘Olha, mãe/pai, é a Ariel’ meu coração sorri. São momentos únicos que só conseguimos viver quando nos entregamos de coração. Não basta apenas colocar mil vestidos de princesas, tirar algumas fotos e não se entregar de coração aos que realmente precisam de nossa ajuda. Esse projeto mudou a minha vida, mudou a vida de muitas crianças e, enquanto as pessoas não pensarem no próximo, ainda viveremos em um mundo egoísta. Mas felizmente nós, aqui desse post especial, existimos.”

arielvoluntaria_encantadas_julianamarcondes02

Já em Minas Gerais temos o Meu Mundo Mágico, criado em 2016 e administrado atualmente pelas amigas Jessy Nayra e Nadine Gurgel. Já passaram algumas “Arieis” por lá, mas atualmente quem representa a nossa princesa preferida é a Wal Monteiro. A designer gráfica tem talento único para cosplay, e é ela quem confecciona o seu próprio figurino – que, vale ressaltar, é um dos mais belos e profissionais que já vi. Em tempo: o grupo está promovendo evento beneficente VII Buffet de Tortas, assista aqui ao recado da Ariel convidando todos os mineiros a participarem.

arielvoluntaria_meumundomagico_walmonteiro01

“Sou cosplayer há muitos anos e sonhava em aliar o hobby ao trabalho voluntário. O sonho se tornou realidade ao ingressar no Meu Mundo Mágico! Fico extremamente emocionada com o carinho das crianças quando represento a Ariel! Adoro a receptividade e a curiosidade que a personagem desperta nas crianças por ser uma sereia que se tornou humana. Ela me encanta por sua doçura e determinação! Nos ensina que devemos correr atrás dos nossos sonhos e amadurecemos aprendendo com nossos erros. Quando perguntam sobre a cauda, digo ‘Você não assistiu meu filme? Eu agora tenho pernas e só viro sereia de novo se entrar na água’. Uma garotinha quis que pulasse na piscina para mostrar, haha! Outra fofura veio me dizer que eu era sua princesa favorita, que tinha uma boneca minha e até uma caminha para ela! Outro garotinho disse que eu deveria cantar todos os dias para os peixinhos… Cada contato com as pessoas que visitamos me enche de felicidade e gratidão!”

arielvoluntaria_meumundomagico_walmonteiro02

Trabalhos de mulheres fortes que inspiram! Essas Arieis e esses grupos, o voluntariado num geral, tem muito o que ensinar, muito além de fazerem a gente perceber o quanto somos privilegiados e o quanto devemos agradecer por esses privilégios. Nesse caso dos grupos de princesas, apesar de representarmos personagens que estão dentro de padrões, o que tentamos passar, também, é que esses padrões são os que devem ser derrubados. Não importa sua cor, sua origem, sua aparência. Você pode ser o que você quiser! Isso vale para sereias também, é claro. Faça o que te faz feliz, mas nunca deixe de ser você mesmo. Podemos nos caracterizar de mil personagens, mas o que nos torna únicos é a nossa essência. E se podemos incluir a felicidade do próximo na nossa felicidade, sem precisar pensar em sua autopromoção, então estamos no caminho certo <3





Camila Gomes